Leitura de férias: dicas de livros de moda lançados em 2013 para ler na praia ou na cidade

18/12/2013

por | Moda

O ano passou voando e, quando você se deu conta, já estava acabando sem que você conseguisse se dedicar à leitura? Então, aproveite o recesso ou as férias para se atualizar. Separamos alguns dos títulos mais bacanas lançados em 2013. Tem opções para levar para a beira da praia e outros mais pesados para folhear em casa. Boa leitura!

Para ler na praia

O Essencial – O que você precisa saber para viver com mais estilo
Costanza Pascolato
Editora Sextante
Por que ler: Já valeria só para conhecer um pouco da papisa da moda brasileira, Costanza Pascolato. Mas a publicação atualiza a primeira versão, de 1999, inserindo a moda nos novos códigos criados pela internet, pelo fast fashion, enfim, por esse novo mundo que “gira” mais rápido. Costanza ajuda a leitora a montar um guarda-roupa prático com as peças que chama de essenciais.
R$ 32,40 na Fnac

 

Um Século de Moda
João Braga
Editora D’livros
Por que ler: João Braga elenca uma série de curiosidades marcantes na moda ao longo do século 20. O autor mostra, ano a ano, os fatos mais importantes de 1901 a 2000 na construção da identidade comportamental, conceitual e estética dos seres humanos.
R$ 30 na Saraiva

 

A Última Moda – Uma História Ilustrada do Belo e do Bizarro
Barbara Cox, Carolyn Sally Jones David e Caroline Stafford
Editora Publifolha
Por que ler: Mostra as tendências mais belas e bizarras ao longo da história. Impossível não refletir sobre os modismos que a gente adere.
R$ 45,40 na Fnac

 

Moda Intuitiva
Cris Guerra
Editora Lafonte
Por que ler: Cris Guerra é uma referência nacional em look do dia. Aqui, ela ajuda a leitora a compreender sua personalidade e criar uma identidade de moda, sem se levar tão a sério e sem se prender a regras de moda.
R$ 29,70 na Saraiva

 

 The World According to Karl
Sandrine Gulbenkian e Jean-Christophe Napias
Editora Flammarion
Por que ler: Você vai se divertir lendo frases de Karl Lagerfeld como “odeio conversas intelectuais. Só estou interessado na minha própria opinião”. Quer dizer, não pode levar nada a sério, ou vai acabar é se irritando com o kaiser.
US$ 19,15 na Amazon

 

Para ler em casa

Tudo Sobre Moda
Marnie Fogg
Editora Sextante
Por que ler: Marnie Fogg reúne mais de 20 séculos de moda num panorama desde sua origem nos quatro cantos do mundo. Com prefácio de Valerie Steele, diretora do Museu do Fashion Institute of Technology, o guia se debruça sobre a relação do homem com a indumentária e o espaço cada vez maior da moda na sociedade.
R$ 38,90 na Fnac

 

 Arquivo Urbano – 100 anos de fotografia e moda no Brasil
Jussara Romão
Luste Editores
Por que ler: Jussara Romão traça a história da moda brasileira a partir de fotos de álbuns de família, para mostrar como a forma de se vestir está relacionada com acontecimentos políticos, econômicos e sociais. O resultado é uma primorosa cronologia em imagens da moda no Brasil.
R$ 85 na Cultura

 

 The Anatomy of Fashion: Why We Dress the Way We Do
Colin McDowell
Editora Phaidon
Por que ler: O pesquisador de moda Colin McDowell explica como nos vestimos hoje em dia, as razões para essa estética e como ela mudou com o passar do tempo.
US$ 67,04 na Amazon

 


The Fashion Book: New and Expanded Edition Hardcover
Editora Phaidon
Por que ler: Publicado pela primeira vez há 15 anos, a edição atualizada e expandida ajuda a compreender quem é quem na indústria da moda. O livro, que abrange quase 200 anos, funciona como uma enorme enciclopédia com centenas de perfis de designers, fotógrafos e modelos, entre outros.
US$ 45,10 na Amazon

 

Vogue Model: The Faces of Fashion
Robin Derrick e Robin Muir
Editora Little Brown
Por que ler: As mais bonitas e emblemáticas mulheres do mundo, que estamparam a capa da Vogue, estão neste livro, que conta a história da revista por meio de fotografias.
US$ 21,43 na Amazon

 

Fashion: Rick Owens
Terry Jones
Editora Taschen
Por que ler: Editada por Terry Jones (da revista “i-D”), a publicação mostra algumas das criações mais importantes do designer americano Rick Owens, que vem desenvolvendo uma estética contemporânea com influência punk e gótica.
R$ 179,90 na Saraiva

Prepare-se! Os destaques do Fashion’s Night Out 2013, que acontece em São Paulo

18/09/2013

por | Moda

Isabeli Fontana, madrinha do Fashion’s Night Out 2013, evento organizado pela “Vogue” ©Reprodução

Nesta quinta-feira (19.09), São Paulo recebe mais uma edição do Fashion’s Night Out, evento organizado mundialmente pela “Vogue” em que algumas lojas recebem os seus consumidores com atrações e horários especiais. Nesta quarta edição da iniciativa brasileira, que conta com Isabeli Fontana como madrinha, a programação acontece em cinco cidades: Curitiba (no passado dia 05.09), Rio de Janeiro, São Paulo, Vitória e Belo Horizonte. A iniciativa na capital carioca tem lugar nesta terça-feira (17.09) no São Conrado Fashion Mall, no shopping Village Mall e no Rio Design Barra e você pode ver a programação completa aqui.

Em São Paulo, ao contrário das edições anteriores, a festa estará centralizada em um único lugar, o shopping Cidade Jardim, cujas lojas oferecem aos seus clientes uma programação animada e peças e presentes exclusivos e ainda apresentam uma seleção de 10 itens “must have” escolhidos pela “Vogue”.

Entre os destaques do evento paulista, está o bate-papo com Cris Barros em que a estilista contará detalhes da última viagem ao Camboja, que inspirou a nova coleção da sua marca homônima; a Jo de Mer terá disponível um biquíni criado especialmente para o evento; a Fendi vai retransmitir o seu desfile que acontece no mesmo dia durante a semana de moda de Milão; a Dior vai lançar a coleção Privée de perfumes; e a Mixed vai animar a festa com a roda de samba de Fabiano Makul. Ainda durante o evento, a Oma Tees, responsável pela camiseta oficial do Fashion’s Night Out 2013 com a já conhecida estampa da Owlie, vai expor as obras de Sonya Grassmann, inspiração para o desenvolvimento da coleção de Verão da marca. Para quem quiser ir vestido “a rigor”, a camiseta está disponível no e-commerce Shop2gether por R$ 72 e estará à venda também no dia do evento, no quiosque da Oma Tees pelo mesmo preço. A renda será revertida a favor da ONG Turma do Bem.

Depois de Curitiba, Rio de Janeiro e São Paulo, o evento continua em Vitória (08.10) e Belo Horizonte (24.10). Veja aqui a programação completa do evento.

Hoje

24/06/2013

por | Moda

©Divulgação

Nesta terça-feira (25.06), às 13h, o WGSN promove uma apresentação virtual de 45 minutos com Ivan Shaw, diretor de fotografia da “Vogue” americana, sobre o punk e seu impacto na moda. De acordo com o bureau de tendências, a ideia é que ele compartilhe com os espectadores sua visão editorial sobre o movimento, utilizando-se, inclusive, de imagens que a revista produziu desde as décadas de 1970 e 1980.

A palestra será em inglês e, para assisti-la, basta inscrever-se gratuitamente no hotsite do Vogue Archive, localizado na página oficial da “Vogue” americana. O Vogue Archive, aliás, foi lançado em dezembro de 2011 e reúne todas as edições da revista desde 1892, com mais de 400 mil imagens digitalizadas. O tema da apresentação foi escolhido em virtude da mostra “Punk: Chaos to Couture”, em cartaz até o dia 11 de agosto no Costume Institute, do Metropolitan Museum of Art (MET), em Nova York.

Vogue Café

28/09/2012

por | Moda

©Reprodução

Por meio de um comunicado enviado à imprensa nesta terça-feira (25.09), a Condé Nast anunciou a abertura de dois empreendimentos gastronômicos no Oriente Médio: um Vogue Café, que será localizado em um shopping de Dubai, e um GQ Bar, previsto para integrar um hotel cinco estrelas na mesma cidade. A editora, no entanto, já havia mostrado anteriormente o tamanho de seu interesse na região ao desenvolver uma versão do site “Style.com” em árabe.

“Vogue Café [em] Dubai é o nosso primeiro passo no mercado do Oriente Médio e, em conjunto com o GQ Bar, forma uma parte integral da estratégia da Condé Nast International para expandir suas celebradas marcas de mídia em restaurantes e bares ao redor do mundo. Estamos trabalhando com os melhores parceiros locais em Dubai, e nós respeitaremos absolutamente as leis e valores do país”, comentou Stuart Nielson, diretor da Condé Nast Restaurants.

O menu do Vogue Café será desenvolvido pelo chef Gary Robinson, já responsável pelo cardápio do espaço que a editora possui na Rússia, aberto em 2004. Em Dubai, o café será localizado em um shopping de luxo e não servirá álcool, o que não vai ocorrer com o GQ Bar, que poderá disponibilizar aos clientes de bebidas alcoólicas. Ainda há previsão de abertura de outros estabelecimentos em Kiev e Istambul para novembro de 2012 e início de 2013, respectivamente.

Tags:

120 anos de “Vogue”

14/08/2012

por | Moda

Michaela Bercu na capa da “Vogue” americana de nov/1988 ©Peter Lindbergh/Reprodução

Em setembro de 2012, a “Vogue” americana completa 120 anos. A revista foi fundada por Arthur Turnure em 1892 e começou como uma publicação semanal, mas em 1909 foi adquirida por Condé Montrose Nast, criador da editora Condé Nast, detentora do título até hoje. O formato mensal foi implantado em 1973, sob o comando de Grace Mirabella, substituta de Diane Vreeland e predecessora de Anna Wintour, que desde novembro de 1988 é responsável pelo conteúdo da publicação.

Em homenagem ao aniversário da “Vogue” americana, Wintour escreveu um pequeno artigo, publicado nesta terça-feira (14.08) no site oficial da revista, em que conta detalhes até então desconhecidos da primeira capa que produziu para o título, em que Michaela Bercu aparece vestindo uma jaqueta da coleção de alta-costura de Christian Lacroix e jeans Guess. O styling à la “Like a Prayer”, no entanto, foi de certo modo acidental, como a própria editora revelou em seu texto: originalmente, a modelo israelense portaria uma saia, também de Lacroix, mas a peça não coube em Michaela, que após uma viagem de férias havia engordado alguns quilos.

Logo, Wintour revelou que a imagem, de Peter Lindbergh, não iria inicialmente para a capa de sua estreia na “Vogue” americana e que a decisão de utilizá-la como tal surpreendeu até os responsáveis pela impressão da revista. O resultado da edição de novembro de 1988 foi uma quebra de paradigmas visuais, de acordo com Wintour, que afirmou que a escolha foi intuitiva: “Eu simplesmente olhei aquela fotografia e senti os ventos da mudança. E você não pode pedir mais de uma imagem de capa que isso”.

Por fim, Wintour, que nasceu em 1949 no Reino Unido, elegeu suas 14 fotografias preferidas entre todas as imagens já publicadas nos 120 anos da “Vogue” americana. Entre elas estão registros de Irving Penn, Bruce Weber, Cecil Beaton, Arthur Elgort e, claro, a já mencionada capa de novembro de 1988.

+ Veja na galeria abaixo as outras 13 imagens escolhidas por Anna Wintour:

Vogue, July 15, 1928-edward-steichen
©Edward Steichen/Reprodução
Fotografia de julho de 1928

Revistas

08/08/2012

por | Moda

©Reprodução

Se existe uma crise no mercado editorial de moda, ela não se restringe apenas a questões econômicas ou de criatividade. A “reciclagem” de fotografias ou mesmo matérias escritas, que causa a diminuição da qualidade das publicações, é também fruto do número inflacionado de títulos que são lançados a cada mês.

O “Business of Fashion” publicou no final de julho um artigo em que debate o que a quantidade excessiva de revistas tem causado globalmente ao mercado editorial de moda. Por meio de um bate-papo entre Thomas Lenthal e Jonathan Wingfield, co-fundadores da “Paradis”, título que tem periodicidade indefinida, o site levanta questões pertinentes como, por exemplo, o que deve realmente ser impresso e o que deve permanecer em meio digital? Ou ainda: em uma época em que as residências são cada vez mais compactas, há espaço para tanto material físico?

©Reprodução

Não há como negar que, mesmo em meio a tanta concorrência, as editoras continuam apostando e expandindo seus títulos; e que tais publicações, em geral, continuam encontrando soluções para manter-se atrativas e, claro, lucrativas. No entanto, boa parte do que é produzido atualmente, segundo Lenthal, é descartável e, se não for “consumido” de imediato, torna-se supérfluo e desatualizado. É claro que a sensação de folhear as páginas de uma revista é prazerosa, mas se o conteúdo da mesma não for verdadeiramente de qualidade, é bem provável que se torne lixo, afinal, se não há nada que possa acrescentar ao leitor a longo prazo, por que produzir entulho?

Wingfield cita ainda um artigo do jornal “The New York Times”, publicado no dia 22 de julho, que trata do crescimento estrondoso do mercado editorial de moda na China. Na matéria, é revelado que a “Elle” imprime duas edições mensais, enquanto a “Vogue” adicionou quatro números a seu portfólio anual para suprir à demanda de anunciantes. Em 10 anos – ou até menos – onde as ávidas consumidoras, como a jovem publicitária Zena Hao, mencionada no artigo, guardarão tantas “Vogue”, “Elle”, “Harper’s Bazaar”, “Cosmopolitan”, “Marie Claire” e os outros muitos títulos disponíveis no país? Em contrariedade ao desejo ambiental de diminuir os detritos e reaproveitar matérias-primas, produz-se, sobretudo no Ocidente, uma quantidade absurda de papel.

©Reprodução

De volta à qualidade, Lenthal e Wingfield ressaltam a quantidade de editoriais medíocres que são publicados constantemente em revistas de moda – o trabalho de Steven Meisel é citado como uma exceção a ser admirada, e seguida. Segundo Lenthal, há 30 anos um fotógrafo produzia cerca de 200 imagens, enquanto hoje esse número chega a quase 2.000. Em meio à cobrança por material novo para tantos veículos, a excelência é facilmente comprometida. E mais: a maioria do que é impresso é desenvolvido em meio virtual, desse modo, por que não reservar parte desse material para ser disponibilizado online?

Felizmente, é o leitor que decidirá o futuro do mercado editorial daqui para frente. Se parte das publicações ignoram o controle de qualidade, ou ainda fingem desconhecer a necessidade de se reduzir a produção de material físico em detrimento de conteúdo virtual – menos poluente e condensável em pequenos espaços –, é o consumidor o único que pode selecionar o que permanecerá.

Ranking: saiba quem são as irmãs mais bem vestidas de 2011

16/11/2011

por | Gente, Moda

mk-aAs irmãs Olsen, que estão em alta na turma de Anna Wintour ©Reprodução

Chegou nesta terça-feira (15.11), às bancas americanas, a edição especial da “Vogue” que elege as mulheres mais bem vestidas de 2011.  A revista foi comemorada com uma grande festa que contou com a presença de grandes nomes da moda e do cinema hollywoodiano. Este ano, o foco da publicação foi em irmãs cheias de estilo. Quem ganhou o título das mais estilosas (além da capa do caderno) foi a dupla Olsen, as gêmeas, que ficaram famosas ainda bebês fazendo filmes e seriados e ganharam o mundo da moda com sua marca The Row.

1aO quarteto herdeiro da Clarins; as lindas adolescentes Dakota e Elle Fanning ©Reprodução

Em segundo lugar, as irmãs Dakota e Elle Fanning mostram que não precisa ter muita idade para dar aulas de estilo. A terceira colocação ficou com um time grande: Claire, Virginie, Jenna e Prisca Courtin-Clarins. As herdeiras da gigante de cosméticos Clarins, que estão sempre em lista das mais bem vestidas, marcam presença também (Claire e Virginie são filhas de Christian Courtin-Clarins, presidente da empresa, e Jenna e Prisca são gêmeas e filhas de Olivier Courtin-Clarins, diretor da companhia).

2aRuby e Lily Aldridge; Poppy e Cara Delevigne; Bianca e Coco Brandolini ©Reprodução

Em seguida, aparecem as irmãs-modelos Ruby e Lily Aldridge, seguidas por Poppy e Cara Delevingne e pelas socialites italianas Bianca e Coco Brandolini, essas com sangue brasileiro. Bianca está na campanha de aniversário de 45 anos do Iguatemi, fotografada pro Annie Leibovitz.

3aBeyoncé e Solange; Charlotte e Lou Doillon ©Reprodução

As irmãs Beyoncé e Solange Knowles também emplacaram a lista, em sétima colocação, seguidas pela atriz Charlotte Gainsbourg e sua meia-irmã Lou Doillon.

4aPippa e Catherine Middleton; Rooney e Kate ©Reprodução

E claro que não poderia faltar a dupla real formada por Kate e Pippa Middleton, que conseguiram apenas o nono lugar na colocação da “Vogue”. E por fim, a atriz Rooney Mara e sua irmã Kate encerram a lista das irmãs mais bem vestidas.

Além da “batalha de irmãs”, essa edição especial das mais estilosas traz outros nomes que já têm atraído olhares, como Emma Stone, Florence Welch, Julia Sarr-Jamois (editora da “Wonderland”) e Hailee Steinfeld, confirmando que as estrelas adolescentes são mesmo a bola da vez.

Veja em nossa galeria os looks de quem foi prestigiar o lançamento da revista:

Garotas da capa: retratos de atrizes britânicas compõem mostra em Londres

13/10/2011

por | Cultura Pop

sienna-capaSienna Miller na capa de outubro de 2009 ©Reprodução

Nem só de tops são feitas as capas da “Vogue” (especialmente a americana e a inglesa). Muitas atrizes já passaram pelas capas do título britânico, como Kate Winslet, Rachel Weisz, Helena Boham Carter e Sienna Miller. E são elas as estrelas de uma exposição na National Portrait Gallery, em Londres, que começa no próximo dia 20 de outubro.

Retratos de Keira Knightley, Rosamund Pike, Dame Judi Dench, Gemma Arterton e Samantha Morton também estarão na mostra “The Actress Now”. No total, serão 39 imagens de atrizes britânicas.

O mais legal é que a coleção exposta não é composta só de retratos fotográficos — ela traz até um retrato feito com pintura a óleo. Comentários das atrizes sobre suas carreiras também estarão presentes, expostos ao lado das obras. “Eu lembro de querer me tornar uma atriz desde que eu tinha uns cinco anos. Muito disso é culpa de uma amiga atriz que eu tenho chamada Lisa Harrow que apareceu em nossas vidas mais ou menos nessa época. Ela era muito bonita e glamurosa. Ainda penso hoje que se Lisa fosse uma encanadora, minha vida teria tomado um rumo”, diz a (bem-humorada) legenda do retrato de Helena Boham Carter.

A mostra fica em cartaz até 2 de janeiro de 2012 e tem a entrada gratuita. Quem estiver passando por Londres nesse tempo, vale a visita. Veja algumas imagens da exposição em nossa galeria.

“The Actress Now” @ National Portrait Gallery

St Martin’s Place, Londres
De 20 de outubro de 2011 a 2 de janeiro de 2012
Entrada Gratuita
+ http://www.npg.org.uk/

#Lindeza: veja imagens raras de Grace Coddington como modelo

11/08/2011

por | Moda

abre-Grace-Coddington-exposição-Willie-ChristieGrace Coddington ©Willie Christie

Provavelmente você já ouviu falar que Grace Coddington trabalhava como modelo antes de se tornar a lendária diretora criativa da “Vogue” norte-americana; mas você já a viu em ação? Quem quiser satisfazer essa curiosidade pode conferir a exposição do fotógrafo Willie Christie, que decidiu exibir várias imagens de seu acervo, entre as quais fotos raras de Coddington, com quem foi casado de 1974 a 1978.

esq-Grace-Coddington-exposição-Willie-ChristieEm entrevista ao site da “Vogue” UK, Christie explicou: “Eu na verdade nunca trabalhei com Grace durante sua vida como modelo profissional. Na época em que ela me deu minha primeira sessão na ‘Vogue’ com a Marie Helvin em 1974, ela já tinha há tempos se tornado a força criativa trabalhando na sala de moda da ‘Vogue’. No entanto, para mim ela ainda era um paraíso fotográfico. Ela era tão brilhante como modelo porque tinha uma apreciação e compreensão da arte em todas as suas formas; o mimetismo; a ternura e a serenidade. Ela entendia tudo que as roupas tentavam transmitir. Ela se tornava a imagem. Ela tinha e ainda tem uma paixão absoluta por tudo que ela faz. Fotograficamente – e pessoalmente – Grace era tudo o que eu estava procurando. E ela estava disposta. Sorte minha!”.

Sobre o arquivo de imagens organizadas para a exposição, o fotógrafo afirmou: “Tudo estava guardado em gavetas há 35 anos, sobrevivendo a relacionamentos, incêndios e inundações. Quando comecei a tirar tudo e a olhar aquilo como um conjunto, eu pensei que talvez houvesse uma coerência por trás daquilo e um amigo sugeriu que eu começasse a transferir todas as minhas imagens para o computador. Eu fiz isso, e aqui estamos”.

Além de Grace Coddington, estão representadas na mostra as musas Lynn Kohlman, Marie Helvin e Jerry Hall – sobre quem Christie falou: “Aquele cabelo! Ele tinha uma personalidade própria. Nada como aquilo havia sido visto antes, eu acho. E aquelas pernas longas, longas. Ela trouxe para os anos 1970 o que Jean Shrimpton trouxe para os 1960. Ela tinha uma extravagância. E era engraçada. Glorioso!”.

A exposição só poderá ser vista mediante inscrição, que pode ser feita de 16 a 19 de setembro no site williechristie.com.

Veja mais imagens que estarão na mostra:

FFW Drops especial William & Kate: os croquis, bonecos, revistas e tumblr!

28/04/2011

por | Cultura Pop

WILLIAM-KATE-ABRE-DROPS©Reprodução/Flickr da Família Real Britânica

O mundo inteiro está em contagem regressiva: faltam 18 dias para a plebeia Kate Middleton entrar oficialmente para a família real britânica. Se como noiva do príncipe, Kate não consegue sair do foco dos paparazzi, ao virar a possível rainha da Inglaterra ela deve se tornar a mulher mais fotografada do mundo. Enquanto todos esperam o casamento, as homenagens não param.

Viu que a capa da “Vogue” britânica foi um tributo ao casamento real? Na verdade, são três capas: as tops Freja Beha, Natalia Vodianova e Lara Stone posaram para Mario Testino prontas para casar. Além de um editorial sobre noivas clicado pelo fotógrafo, a edição de maio _coincidentemente o mês das noivas aqui no Brasil!_ vem cheia de referências ao casório mais badalado do ano.

capas-vogues-noiva-csamento-real©Reprodução

—————————————————————————————————————————————————-

Na próxima segunda-feira (18.04), estreia no mundo inteiro um filme feito para a televisão sobre os noivos. Produzido pela Lifetime, “William & Kate” conta a história do casal, desde como se conheceram, na faculdade, até o noivado. O elenco não é formado por estrelas famosas – Kate será interpretada por uma atriz chamada Camilla Luddington e o príncipe William será vivido por Nico Evers-Swindell.

filme-kate-william©Reprodução

—————————————————————————————————————————————————

Já era esperado que alguém fosse criar uma boneca com a cara de Kate _com direito a vestido Issa azul, aquele usado no noivado, que virou sensação. Há quatro versões da Kate-boneca no mercado: a primeira, mais fiel, foi feita pela companhia britânica Franklin Mint, especializada em fazer bonecos especiais, moedas e outros suvenires. A loja de brinquedos inglesa Hamleys também fez sua versão, assim como as empresas que fazem lembranças Paradise Galleries e Ashton Drake.

BONECAS-KATE©Reprodução

——————————————————————————————————————————————————-

Para quem não tem vergonha e se assume um verdadeiro seguidor do casamento real: já viu o site oficial do evento? Clique aqui para acompanhar todos os passos de William e Kate durante o noivado. Além disso, há inúmeros aplicativos disponíveis para iPhone e iPad, como o da rede de TV americana NBC e o “Royal Wedding 2011″ para saber mais sobre a história dos casamentos da família real britânica e mais.

aplicativos-casamento-realAplicativo promete ser guia do casamento real ©Reprodução

——————————————————————————————————————————————————-

A futura princesa também ganhou um Tumblr engraçadinho. O Kate Middleton For The Win traz várias fotos de Kate com legendas de humor ácido como “Diana quem?” e “Por que minha mão de segurar champagne está vazia?” Vale o clique para dar boas risadas.

tumblr_lhps6wTz9I1qhxg9co1_500“Não, você vai ter que chegar mais perto, querido. Eu não consigo lhe ver através do meu chapeu”, diz esta legenda ©Reprodução

——————————————————————————————————————————————————-

Designers que passaram por todas as oito temporadas do reality “Project Runway” aceitaram o desafio de criar sua própria versão do vestido perfeito para a futura princesa. Confira na galeria alguns dos 52 croquis desenhados de brincadeira para a ocasião.

FFW fashion digest: Lea T., Marc Jacobs, Lady Gaga e +!

16/11/2010

por | Moda

miranda-kerr-gravida-capa-vogue-australia

Miranda Kerr acaba de entrar pra história (em seu país, claro): a top model australiana casada com o ator Orlando Bloom (o “Legolas” de “O Senhor dos Anéis”) é a primeira mulher a estampar, grávida, a capa de uma “Vogue” australiana. Aos 6 1/2 meses de gestação, Miranda disse se sentir “honrada”. Fofa!

_________________________________________________________________________________________

Semana passada a socialite Victoria Beckham bateu um papo com a jornalista de moda Suzy Menkes (do “International Herald Tribune”) durante uma conferência de luxo que aconteceu em Londres. No seu discurso, Mrs. Beckham se mostrou mais que muito espirituosa ao responder sobre o papel de seu marido, o jogador David Beckham, nos negócios da sua marca, a dvb: “O David é bonito. Esse é o papel dele. E eu sou a engraçada. Sempre digo a ele: um dia, a sua beleza vai acabar”. Dá pra ver o vídeo aqui.

_________________________________________________________________________________________

Finalmente! Diz que Lady Gaga vai aparecer na capa da edição de março da “Vogue US”, a publicação sob comando da dama-de-ferro Anna Wintour. Rumores dão conta que o retrato será feito ainda neste mês de novembro pelo peruano Mario Testino. Apesar do sucesso estrondoso, Gaga só conseguiu até o momento abocanhar a capa de uma edição da “Vogue Hommes Japan”. Curiosamente, a revista tem direção do seu personal stylist Nicola Formichetti.

_________________________________________________________________________________________

Segundo Kenneth Klug, diretor do departamento jurídico da gigante Louis Vuitton nos EUA, o fluxo de mercadorias falsificadas que imitam o monograma mais famoso do mundo da moda caiu drasticamente nos últimos anos. Em 2010, até o momento, “apenas” 200.000 bolsas Louis Vuitton falsificadas foram apreendidas, contra 2 milhões de unidades em 2004 _um decréscimo de 90%. Ao “WWD”, Klug explicou: “A redução se deve, em parte, aos esforços alfandegários dos EUA. Apesar de boa parte das transações serem feitas online, essas mercadorias entram na América através dos portos de Los Angeles e Nova York”.

_________________________________________________________________________________________

marc-jacobs-industrie-#2

Mais uma imagem de Marc Jacobs soltando a “pomba-gira” vazou na web (imagem acima). As fotos, de Patrick Demarchelier, tem styling de Katie Grand e podem ser conferidas na edição #2 da revista “Industrie”, cuja primeira capa foi dedicada a Anna Wintour.

_________________________________________________________________________________________

A transexual brasileira Lea T. ganhou sua primeira capa de revista, no caso a “Lurve”. Preguiçosa que só, a imagem não inova em nada e reproduz, sem styling algum, o look que ela desfilou para Givenchy alta-costura inverno 2010. A parte inédita: é a primeira capa de uma revista de moda que Lea ganhou. Dá pra ver o resultado aqui.

_________________________________________________________________________________________

A Givenchy abriu um processo judicial contra a BCBG Max Azria alegando que o modelo de bolsa “BCBG Rembrandt” é altamente similar ao modelo “Nightingale”, criado pela maison. Nos autos do processo, a Givenchy afirma que a BCBG copiou as listras horizontais de costura dupla no exterior da bolsa que servem para dividi-la em quadrantes diferentes. A grife abre o jogo e revela que já lucrou mais de US$ 50 milhões com vendas da “Nightingale” em todo o mundo e, portanto, não pode arriscar que suas clientes confudam a bolsa original com a criada pela BCBG. Além dos danos materiais, a Givenchy quer impedir que a BCBG comercialize novos cópias da “Rembrandt”.

givenchy-contra-bcbgA bolsa “Nightingale”, da Givenchy, à esquerda, e sua algoz, a “Rembrandt”, da BCBG, à direita ©Reprodução

_________________________________________________________________________________________

Pela primeira vez presente no desfile da Victoria’s Secret, a editora de moda da “Vogue Paris”, Carine Roitfeld, chamou a atenção da imprensa especializada. O que estaria ela fazendo ali? Parece que o mistério está prestes a ser solucionado: segundo o site Fashionologie, Carine estava lá para clicar um ensaio com, pelo menos, 3 Angels. Os retratos teriam assinatura da dupla hypada Inez & Vinoodh e, provavelmente, contam com esses nomes: Adriana Lima, Izabel Goulart e Karolina Kurkova.

_________________________________________________________________________________________

Num desfile agendado para acontecer nesta quinta-feira, 18 de novembro, a H&M promete mostrar sua coleção de “alta-costura” criada especialmente pela Lanvin. Alber Elbaz, diretor criativo da maison, recriou peças únicas de 25 roupas que serão vendidas a partir do dia 23 de novembro na rede de fast-fashion, só que empregou neles materiais e técnicas de haute couture. As roupas serão leiloadas em prol da UNICEF, juntamente com 5 croquis originais autografados por Elbaz. Se você não aguenta mais ouvir dessa parceria histórica, conforme-se: está apenas começando.

_________________________________________________________________________________________

louboutin-caridadeSeda acetinada, costural artesanal e uma faixa decorativa: o peep-toe “Peace of Shoe” quer tornar o mundo um lugar mais justo ©Divulgação

Christian Louboutin revelou nesta semana seu mais novo projeto, chamado “Peace of Shoe”. A ideia é oferecer 33 pares de um sapato peep-toe em 3 cores diferentes para 3 localidades distintas: champagne para Nova York, lavanda para Miami e rosa para Los Angeles, cuja venda será totalmente revertida para a Grameen Foundation, uma instituição que ajuda pessoas pobres a iniciarem seus próprios negócios. Cada par custa US$ 1.495 e os sapatos foram criados depois que Mr. Louboutin leu o livro “Criando Um Mundo Sem Pobreza”, de Muhammad Yunus, vencedor de um prêmio Nobel.

_________________________________________________________________________________________

A capeta em forma de guria, Tavi Gevinson, promete irritar ainda mais seus opositores: em seu blog, ela publicou que será editora de uma nova revista adolescente a convite de Jane Pratt, fundadora da extinta “Sassy”, uma das publicações mais bem-sucedidas deste filão do mercado editorial. “Não quero refazer a ‘Sassy’, primeiro porque não dá pra recriar algo tão bom. E depois porque o mundo mudou nos últimos 15 anos, principalmente por conta da internet, então temos que nos adaptar ao novo mundo”, escreveu a blogueira-mirim em sua página. Sem revelar muitos detalhes, Tavi adianta que será uma publicação quadrimestral (3 edições/ano) e que a primeira edição deve sair do forno no final de 2011.

_________________________________________________________________________________________

billy-reid-cfda

O estilista Billy Reid é o vencedor deste ano do CFDA/Vogue Fashion Fund e vai levar pra casa generosos US$ 300.000 (além de um troféu em formato de cisne criado por Rachel Feinstein). Na categoria “revelações”, Eddie Borgo e Prabal Gurung levaram, cada, US$ 100.000 (e em vez de um cisne, troféus no formato de ovos).

Os ganhadores foram eleitos entre outros 10 finalistas: Joseph Altuzarra, Christian Cota, Robert Geller, Oliver Helden e Paul Marlow, Pamela Love, Moss Lipow e Gregory Parkinson.

O fashion fund, que está em sua sétima edição, foi criado numa parceria da revista “Vogue” com o CFDA para impulsionar novos talentos da moda. No passado, o prêmio consagrou estilistas como Alexander Wang, Doo-Ri Chung, Lazaro Hernandez e Jack McCollough.

_________________________________________________________________________________________

Tom Ford foi oficialmente convidado por Carine Roitfeld para assinar a edição de holiday da “Vogue Paris”. Carine ainda confirmou que Ford vai aparecer na capa da revista. A parceria dos dois vai muito além do trabalho: Roitfeld é amiga de Tom desde a época em que o conheceu como estilista da Gucci e da Yves Saint Laurent, isso no começo dos anos 2000. A “Vogue Paris” holiday sai em dezembro/janeiro.

_________________________________________________________________________________________

Saíram as fotos de Angelina Jolie na “Vogue US” de dezembro. As imagens foram clicadas pelo mais que careta Mario Testino, num ensaio  (lindo, mas sem graça) intitulado “The Other Angelina”. Já viu?

Carol Trentini em dose tripla na “Vogue” americana

21/09/2010

por | Moda

Que Carol Trentini (Way) é uma das modelos favoritas de Anna Wintour todo mundo sabe, mas até pra ela três matérias numa mesma edição da principal revista de moda do mundo é uma proeza. O mês em questão é outubro de 2010, e a top aparece clicada por Annie Leibovitz, Nick Knight e Patrick Demarchelier _3 dos maiores fotógrafos da história.

A história de Carol com a “Vogue” vai longe: sua primeira aparição foi em outubro de 2004, e ela chegou a imprimir o recorde de presença em edições consecutivas. Ao FFW, a gaúcha já contou que coleciona todas as suas fotos publicadas na revista.

Trentini até apareceu fotografando para a publicação no documentário “The September Issue”, filmado em 2007:

Tanta preferência, claro, tem um motivo _é só dar uma olhada na galeria. FFW ♥ Carol!

Príncipe Charles: reciclagem e uso de lã na indústria da moda

09/09/2010

por | Moda

Quando se pensa em homens estilosos, a imagem que vem à cabeça não é bem a do príncipe Charles, herdeiro ao trono inglês. E ele bem sabe, já que o foco de seu artigo na “Vogue” britânica não é sobre estilo, mas sobre o consumo consciente através do uso de tecidos naturais e da prática do upcycling.

principe-charles-copenhagenPríncipe Charles: não é um ícone de estilo, mas pretende ser um ícone de sustentabilidade ©Reprodução

O termo, que não tem uma tradução em português, significa dar novas formas aos materiais usados, como faz o estilista Alexandre Herchcovitch em parceria com a ONG Florescer no projeto Moda Reciclada.

“A moda claramente faz as pessoas se sentirem bem, mas agora precisa fazer bem ao mundo também, ao contribuir com a criação de um ciclo virtuoso com a natureza protegida no centro”, escreveu o príncipe.

O papel da moda seria, portanto, promover essa ideia. “A grande força do mundo da moda é que ele sabe como tornar novas ideias atraentes, rapidamente e em uma grande escala _algo essencial se for para a ação coletiva ter um impacto genuíno nos problemas que enfrentamos”, disse.

Charles também promove o uso de lã por sua qualidade reciclável e pelo fato de que, ao contrário de certos tecidos fabricados pelo homem, como o poliéster, não utiliza derivados de petróleo. “Este ano, lançarei uma campanha pela lã em parceria com estilistas e varejistas para tentar persuadir as pessoas que essa fibra natural é infinitamente mais sustentável que fibras artificiais.”

O timing do artigo é bom: começou em 8/9, nos jardins da Clarence House, em Londres, os 12 dias do “Garden Party to make a Difference”, parte de um projeto maior do príncipe intitulado Start. O desfile de moda que fecha o evento? É por conta da Dama Vivienne Westwood.

O FFW aposta 5 libras que a Burberry e seu Christopher Bailey já estão trabalhando com o tema!

35+: geração de mulheres maduras vira alvo da moda internacional

02/09/2010

por | Moda

photoO inverno 2010 no Hemisfério Norte não será das menininhas, e sim das mulheronas. De preferência aquelas com mais de 35 anos de idade. É isso que constatou uma pesquisa encomendada pelo bureau de tendências WGSN.

Os indícios são vários. Olhe para as capas de revistas das principais publicações de moda neste mês de setembro: A “Vogue US” tem Halle Berry (43); a “Harper’s Bazaar”, Jennifer Aniston (41); a “Elle” convocou Sandra Bullock (46); a “Love” com Lauren Huton (42) [foto ao lado]; enquanto a “Vogue UK” trouxe Kate Moss (36).

As campanhas seguem o mesmo caminho: Christy Turlington (41) é uma das estrelas da Louis Vuitton, Madonna (52) aparece novamente como rosto da Dolce & Gabbana e Tilda Swinton (49) também mais uma vez para Pringle of Scotland. Isso sem contar na supermodelo Kirsten McMenamy (46) que está praticamente em todas as publicações _”Vogue Itália”, “Vogue US” e “Dazed & Confused”, só para citar algumas.

O movimento parece natural, já que a moda _sempre em ciclos_ vinha favorecendo uma jovialidade exacerbada nos últimos anos. O fato é que o mercado de consumidoras chamadas de “35+” há tempos vem pedindo um pouco mais de atenção fashion.

São mulheres que hoje estão envelhecendo muito diferentemente de suas mães. Com atitude jovial e um forte senso de moda, essas mulheres não irão comprometer seu guarda-roupa conforme envelhecem. Seus closets são cheios de roupas (acumuladas ao longo do tempo), fato que as torna mais seletivas e ponderadas na hora da compra.

“Baixa qualidade e design duvidosos são aspectos que dificilmente passarão pelo seu crivo exigente. A geração 35+ consome apenas o necessário e, ainda assim, peças que agreguem valor ou atualizem o seu acervo pessoal”, conclui a pesquisa do WGSN.

FFW fashion digest: Beyoncé, Jo “Gaga” Calderone, Westwood e +!

27/08/2010

por | Moda

beyonce-versus-e-labelÀ esquerda o par de leggings originais da marca islandesa E-label; à direita a polêmica versão da House of Dereon: coincidência? ©Reprodução via Styleite

Beyoncé Knowles foi formalmente acusada de ter copiado um par de leggings que faz parte de sua mais nova coleção para a House of Dereon, grife própria. A islandesa E-label afirma que o par de leggings que a cantora usa na campanha promocional da sua marca é altamente similar a um modelo que a própria cantora teria comprado numa loja da E-label em Londres no ano passado. “Estou em choque”, disse a sócia da E-label Helba Hallgrimsdottir. “Nem percebi que era uma campanha da House of Dereon, achamos que ela estava simplesmente usando as nossas leggings numa foto de estúdio. É praticamente um copy/paste”. Beyoncé ainda não se manifestou sobre o assunto.

_________________________________________________________________________________________

 

lady-gaga-jo-calderone-vogue-hommes-japanJo Calderone ou Lady Gaga: restam poucas dúvidas. Ou dúvida nenhuma! ©Nick Knight/Vogue Hommes Japan

Mais uma das peripécias de Lady Gaga: os rumores sobre a sua participação num ensaio de moda masculino da revista “Vogue Hommes Japan” parecem ter sido confirmados. Na persona de Jo Calderone, “um mecânico italiano que sonha em ter sua própria oficina e que nunca havia posado para um retrato”, Gaga posou para as lentes de Nick Knight com styling do seu fiel escudeiro Nicola Formichetti _foi ele, aliás, quem divulgou as imagens das capas que você vê acima.

_________________________________________________________________________________________

Muito fofo o vídeo de Abigail (“Abbey”) Clancy _modelo e apresentadora de TV_ gravado exclusivamente para o aplicativo de iPad da revista “Love”. Durante 2m16s, Abbey fala sobre coisas que ela “ama”. Assista:

+ abigailclancy.com

+ thelovemagazine.co.uk

_________________________________________________________________________________________

O novíssimo site da Vogue.com reportou que, finalmente, o estilista Alexander Wang vai abrir a sua primeira flagship store em Nova York. A loja vai ficar na 103 Grand Street (no mesmo lugar onde o legendário Yohji Yamamoto já teve uma loja) e deve estar pronta até o final deste ano. Apesar de manter sob sigilo os detalhes, Wang falou com o site da revista americana: “A localização é icônica e perfeita, cheia de janelas. Vai ser uma nova abordagem do luxo”. De que maneira “um monte de janelas” vai revolucionar o conceito de luxo, isso só saberemos depois que a loja estiver aberta ao público.

[via Vogue.com]

_________________________________________________________________________________________

Ainda sobre o novo site da “Vogue” americana: a Condé Nast está mesmo jogando com seu time no ataque. Depois de retomar as rédeas dos negócios aqui no Brasil (o que causou a transferência dos títulos “Vogue” da Carta Editorial _onde ficaram por mais de 30 anos_ para a Editora Globo), a editora internacional anunciou que o site da Vogue.com passa a ser independente do Style.com, onde esteve abrigado nos últimos anos. “Por que não ter duas de nossas marcas mais fortes dominando o ambiente online?”, declarou Drew Schutte, vice-presidente sênior da Condé Nast. “A competição está ficando cada vez mais acirrada, então em vez de deixarmos o segundo lugar livre para ser ocupado, queremos ocupar as duas primeiras posições”, disse ao jornal “WWD”. O movimento da editora confirma a tendência vigente nos negócios de moda.

_________________________________________________________________________________________

O estilista Michael Kors vai pagar de cantor durante a próxima edição do Fashion’s Night Out: especula-se que Kors vai subir ao palco montado em sua loja na Madison Avenue, em Nova York, para cantar ao lado de Idina Menzel (também não sabe quem é? Clique aqui).

_________________________________________________________________________________________

lara-stone-dominatrix

Manjada a fórmula que a “Interview” encontrou para retratar a top model Lara Stone num ensaio para a sua edição de setembro. Com styling de Karl Templer e fotos da dupla Mert Alas & Marcus Piggott, Lara é novamente colocada no posto de dominatrix sedenta por mostrar suas curvas e, em especial, seus seios. “Vogue Paris”, “W”, “Numéro” e “Love” já exploraram à exaustão essa farta comissão de frente da top holandesa. Inclusive a própria “Interview” já havia publicado imagens com teor S&M/sexual de Lara Stone.

[via Fashion Copious]

_________________________________________________________________________________________

Está no ar a maior exposição de sapatos que Vivienne Westwood já montou: são cerca de 200 pares que mostram a evolução da estilista inglesa desde 1973 até o dias de hoje. O jornal “Telegraph” conseguiu chegar perto da lenda viva e gravou um depoimento delicioso, confira:

Pra quem estiver em Londres…

“Vivienne Westwood Shoes: An exhibition – 1973-2010″
QUANDO de 26 de agosto até 22 de setembro
ONDE Selfridges London (400 Oxford Street, Londres, W1A 1AB)
QUANTO entrada gratuita
COMO CHEGAR veja o mapa