CRio: festival da criatividade vai até domingo no Rio

22/11/2012

por | Cultura Pop

O Rio de Janeiro recebe o CRio Festival 2012, 1º Festival de Criatividade da América Latina ©Divulgação

Entre os dias 21 e 25.11, o Rio de Janeiro recebe um novo evento da Prefeitura da Cidade em parceria com a Luminosidade, empresa responsável pela realização do SPFW e do Fashion Rio. O CRio Festival chega ao Píer Mauá para abraçar toda a indústria criativa, atualmente responsável por 17,8% do PIB no estado do Rio. Nesta primeira edição, o tema será “Redesign e Transformação Urbana”, procurando tratar de temas relacionados aos desafios nas cidades – de uma forma criativa e bem pensada, é claro.

O fato é que, em 2010, o Rio de Janeiro recebeu o título de Distrito Criativo, integrando assim uma rede de outras 14 regiões do mundo, conhecida como a DC Network – Districts of Creativity. O CRio terá sua programação dividida em três partes: o 9º Fórum Mundial da Criatividade, o CRio Redes e a 2º Bienal Mundial da Criatividade. Anteriormente, o Fórum da Criatividade esteve presente em outros lugares, como Baden-Württemberg, na Alemanhã; Flanders, na Bélgica; e Oklahoma, nos EUA.

Na edição carioca, que acontece nos dias 22 e 23.11, alguns nomes internacionais já foram confirmados, como o diretor do escritório top de arquitetura e design OMA (que tem como um dos sócios o arquiteto Rem Koolhaas), Victor van der Chijs, e o arquiteto holandês Winy Maas. Além destes, outros convidados mais do que respeitados em suas áreas virão ao evento, como Bryan Boyer (Helsinki Design Lab), Luis Alonso (escritório de arquitetura Alonso-Balaguer), Sergio Fajardo (ex-prefeito de Medellín, na Colômbia) e Arnoud Raskin (Mobile School).

Winy Maas, professor de projetos arquitetônicos no MIT, é um dos convidados do evento ©Reprodução

Já no time dos brasileiros, os palestrantes passeiam entre a arquitetura, design, comunicações e artes plásticas. Entre eles estão Nizan Guanaes, um dos empresários de maior renome nas comunicações do Brasil, o artista plástico Vik Muniz, Mauro Munhoz (Casa Azul e FLIP) – com quem já conversamos no FFW -, Guto Indio da Costa (Indio da Costa AUDT), José Junior (Afroreggae), Eduardo Srur (Art Attack), Fred Gelli (Tátil Design de Ideias) e Tetê Leal (COOPA-ROCA).

“Auto-retrato”, de Vik Muniz, um dos palestrantes-chave do 9º Fórum Mundial da Criatividade ©Reprodução

A proposta é que o evento não se resuma somente às palestras, mas sim que crie uma rede colaborativa para pensar em soluções concretas para a cidade. Daí o CRio Redes, programado para acontecer durante os dias 24 e 25 e que dará a oportunidade para que os participantes formem grupos e trabalhem em cima de temas propostos durante o Fórum. O evento se compromete a levar as melhores soluções às instituições do Governo encarregadas em cada área.

2ª Bienal Mundial da Criatividade

Paralelamente a toda essa programação, o Píer Mauá receberá também obras de 14 artistas do Brasil e do mundo para uma Bienal da Criatividade, evento que começou em 2010 em Oklahoma, nos moldes da Bienal de Veneza. A curadoria é de Liana Brazil, fundadora da SuperUber, agência criativa que trabalha na interseção entre arte, tecnologia, arquitetura e design. A Bienal ficará aberta gratuitamente ao público no período de 21 a 25.11.

Bienal Mundial da Criatividade no CRio Festival 2012 ©Fotos: Daniel Ayub/FFW – Arte: Maria Melo/Lab Pop Content

Página do CRio Festival 2012
Data: 21 a 25 de novembro de 2012;
Local: Avenida Rodrigues Alves, 10, Praça Mauá Rio de Janeiro – RJ;
Valor: inscrição de R$ 100,00, independente do número de dias que deseja participar. A entrada para a Bienal Mundial da Criatividade será gratuita. A inscrição pode ser feita aqui.

‘Lixo Extraordinário’ de Vik Muniz ganha prêmio nos EUA

29/04/2010

por | Cultura Pop

O documentário “Lixo Extraordinário” foi feito ao longo de três anos no Jardim Gramacho, um dos maiores aterros sanitários do mundo que fica nos arredores do Rio de Janeiro. Os diretores Lucy Walker, João Jardim e Karen Harley acompanharam a colaboração entre o artista plástico Vik Muniz e catadores do aterro, que acabou resultando em um dos projetos mais famosos e emocionantes do brasileiro: retratos dos trabalhadores feitos do próprio lixo.

wasteland-vik-muniz

A novidade é que o filme acaba de receber o Target Filmmaker Awards, o prêmio mais importante do Dallas International Film Festival 2010. O título se junta a outras duas importantes nomeações de Melhor Documentário, ambas Prêmios da Audiência em Sundance Film Festival 2010 e Festival de Cinema de Berlim 2010 (neste último, “Lixo Extraordinário” também ganhou um prêmio da Anistia Internacional).

As duas produtores do filme, a brasileira O2 Filmes e a britânica Almega Projects, decidiram doar o valor de R$ 25 mil concedido pelo festival para a Associação de Catadores do Aterro Metropolitano do Jardim Gramacho.

No vídeo abaixo é possível ver como a foto que ilustra o cartaz do filme foi transformada numa obra de arte gigante:

+ wastelandmovie.com

+ Canal oficial de Vik Muniz no You Tube: youtube.com/user/VikMunizStudio

Vik Muniz cria lenço comemorativo dos 20 anos da Louis Vuitton no Brasil

12/03/2010

por | Moda

Para comemorar seus 20 anos no Brasil, a Louis Vuitton convidou o artista plástico Vik Muniz numa parceria inédita para a grife. O resultado? Um lenço em edição limitada, vendido apenas nas lojas situadas em território nacional.

A estampa faz parte da série “Individuals – Pictures of People, 2009”, em que Vik fotografou jovens carentes do Rio de Janeiro.

Vik MunizO lenço “Carre Individuals” custará R$1.120 © Divulgação

A grife, que abriu sua primeira loja em novembro de 1989 na rua Haddock Lobo, em São Paulo, revelará outros resultados da parceria com Vik  ao longo de 2010.

Mas a pergunta que não quer calar é: será que algum desses “jovens carentes” vai ganhar alguma parcela da verba arrecadada com a venda dos lenços?

SPFW indica: “VIK”

24/04/2009

por | Cultura Pop, Gente

“Vik”, a maior retrospectiva já realizada do artista plástico e fotógrafo paulista Vik Muniz, chega ao MASP (Museu de Arte de São Paulo), nessa sexta-feira, 24 de abril. Durante os dois meses em que permaneceu em cartaz no MAM-RJ, a exposição recebeu 48 mil visitantes que puderam conferir as cerca de 200 imagens que compõem as 131 obras da mostra.

Hoje com 47 anos, Vik começou a trabalhar com esculturas, e só adquiriu uma câmera fotográfica aos 27 anos. Foi quando a fotografia passou a ser uma constante no seu trabalho, servindo como registro de suas obras criadas a partir de objetos diversos – linhas, alimentos, sucatarias, arames, terra, lixo, diamantes, catchup, pasta de amendoim, geléia de morango, fumaça de avião, açúcar. Para o artista, a arte não reside nem no material usado, nem no tema: mas sim na relação entre essas duas coisas.

Paulista residente em Nova York, Vik Muniz não suporta pasta de amendoim, principalmente quando consumida nos tradicionais sanduíches americanos, combinada com geleia de morango. Por isso criou uma reprodução do clássico Monalisa, de Leonardo Da Vinci, usando os materiais:

afterwarhol_Double

Atualmente suas obras podem ser encontradas no acervo permanente de museus como o V&A e o Tate Modern, em Londres. Nessa exposição que desembarca em São Paulo encontram-se séries consagradas como “Pictures of Chocolate” (retratos criados através de chocolate derretido), “Pictures of Clouds” (2001), com retratos de nuvens feitas com fumaça de um avião e “Pictures of Garbage” (2009) – essa série, a mais recente do artista, foi feita em parceria com catadores de lixo que transforam sucata em obras de arte sob supervisão de Vik Muniz. Confira abaixo o making of da obra reproduzida a partir do quadro “Narciso”, de Caravaggio:

Confira mais imagens na galeria.

“VIK”
Museu de Arte de São Paulo – MASP
De 24 de abril a 12 de julho
Direção de montagem: Emílio Kalil
Programação visual: Jair de Souza
Vídeos – Fabio Ghivelder
Montagem: Arquiprom / Fernando Arouca
Tel.: (11) 3251 5644