Preview

25/10/2012

por | Moda

A designer Gloria Coelho ©Ricardo Toscani

Foi nesta terça-feira (22.10) que a designer Gloria Coelho apresentou, apenas para convidados, a sua coleção de Inverno 2013, que desfilará no dia 31.10 às 11h30 durante o SPFW. O evento, Electrolux Fashion Preview com Gloria Coelho, organizado em colaboração com a empresa com a qual a designer tem uma parceria há quatro anos, aconteceu no primeiro piso da Casa Electrolux – onde terá lugar o desfile da designer -, no bairro dos Jardins, em São Paulo. Em um almoço que contou com as iguarias do Le Vin Bistrô, Cris Guerra do blog Hoje Vou Assim mediou um conversa em que Gloria falou um pouco sobre a coleção, ainda que sem a ajuda de nenhuma ferramenta visual – ela não trazia croquis, nem tecidos, nem estampas. “Vão ter que imaginar!”, disse sorrindo a uma plateia ansiosa por ouvir as novidades.

“A minha coleção é inspirada na Partícula de Deus [ou Bóson de Higgs - lembra que o FFW falou sobre ela aqui?] e energia. É uma coleção energética e sexy. Porque para criar matéria tem que se ser sexy!”, diz a designer, explicando um pouco sobre a descoberta científica realizada no LHC (Large Hadron Collider) – o maior acelerador de partículas do mundo, situado na fronteira entre a França e a Suíça – , e de como essa descoberta a inspirou.

Gloria fala sobre as suas inspirações aos seus convidados ©Ricardo Toscani

Desdobrando o assunto, Gloria divide as suas inspirações em quatro temas, todos relacionados a descobertas e energia. O primeiro é inspirado na pintora francesa dos anos 20 Sonia Delaunay e nas suas cores fortes e formas geométricas, um dos pilares da geometria abstrata. O segundo tema é uma reinterpretação de elementos masculinos, com braços enormes, pernas retas e sapatos baixos, mas com muito brilho e aplicação de cristais Swarovski. Para os bordados e vestidos, Gloria se inspirou no aplicativo para fotos de celular Instagram e nas imagens nele colocadas. “Fiz uma pesquisa e vi que as fotos que ganham mais likes são de uma cidade linda, ou de uma floresta”, explica, “então utilizei referências de floresta para fazer os bordados e os vestidos são construídos em formato de prédios: compridos, justos, com veludo e muito brilho”, acrescenta. Para ilustrar o tema da Partícula de Deus, Gloria utilizou tule transparente com bordados e aplicações que dão a impressão de estarem soltos. Na sua paleta de cores, podemos esperar oposições de preto e off white, cinza e um pouco de vermelho. Quanto aos tecidos, vamos poder ver muitas misturas – couro com neoprene e lã, crepes e tweeds transparentes.

Obra de 1928 da francesa Sonia Delaunay ©Reprodução

Sobre as origens das suas inspirações peculiares, Gloria as explica recorrendo ao seu passado e às suas origens. “Tenho origem baiana e o baiano não gosta de ser regional. O baiano é um ser do universo, que gosta de viver o momento”, explica. “A gente tem que viver o presente. Você pode até fazer um caderno quântico sobre o futuro, mas tem que viver o presente”, acrescenta sobre o seu gosto e admiração por novas tecnologias e inovações.

No tempo que concedeu ao FFW para uma conversa em particular, Gloria falou um pouco mais sobre a sua paixão por ciência e sobre a arte de aplicá-la nas suas coleções e nos seus desfiles.

Esta sua coleção é uma evolução da anterior?
Sim, sempre, em todos os aspectos. A gente sempre evolui a ideia. Por exemplo, trabalhamos com um tecido, e aquele tecido fornece conhecimento do que é possível fazer com ele. E tem inúmeras possibilidades. Você não vai em seis meses aprender a mexer com ele na totalidade. Então tem que desenvolver com evolução. Você vai evoluindo o trabalho, os pensamentos, vai estudando o que precisa e vai fazendo.

Uma evolução darwinista?
Darwin acreditava que as matérias viviam todas em guerra pela sobrevivência. Tem cientistas novos que acham que as matérias vivem em harmonia para sobrevivência, e eu acredito mais nisso. Quando estamos brigando não vivemos bem. Quando estamos em harmonia vivemos melhor. Então nesse aspecto eu acredito mais nos cientistas mais novos.

Como consegue transformar temas tão abstratos em moda?
Na realidade utilizamos uma coisa muito simples. Utilizamos as imagens que vemos na internet para fazer uma interpretação. E a gente utiliza um pouquinho de física quântica – a gente manda amor, manda a roupa curar as pessoas que vão usar… é uma coisa de cura e de amor. É super fácil porque é muito simples, é muito amor.

Acha que tem algo de divino na coleção, já que a inspiração é chamada de Partícula de Deus?
Acho que é muita pretensão achar que tem algo de divino. Tem uma coisa de excelência porque nós gostamos da qualidade. Agora divino… divino é a natureza, o planeta, o universo, as plantas, as pessoas, esse espelho da gente. Isso é divino. Agora uma matéria que estamos transformando, a gente está fazendo com base na excelência.

Você acha que os fenômenos orgânicos acrescentam beleza à estética da natureza?
É uma coisa impressionante. É a coisa mais linda do mundo, o fato das coisas surgirem.

Sandra Montes da Electrolux e a designer Gloria Coelho ©Ricardo Toscani

Sandra Montes, diretora de Marketing da Electrolux, também falou com o FFW para explicar um pouco mais sobre a parceria. “A Electrolux é baseada em inovação e em uma visão muito feminina”, explicou. Gloria se sente orgulhosa em fazer parte da colaboração: “ O que a Electrolux valoriza é o mesmo que eu valorizo, criatividade e ideia”, esclarece.

Preview

10/06/2012

por | Moda

O designer Rodrigo Rosner no seu atelier em Higienópolis ©Juliana Knobel/FFW

Em clima de esquenta para o SPFW Verão 2012/2013, o FFW começa as matérias de preview, em que vamos conhecer um pouco da coleção de alguns designers do line-up oficial do evento, e mostrar o que esperar do desfile da marca. A nossa primeira entrevista é com o designer Rodrigo Rosner, que nos contou todos os preparativos e inspirações desta temporada.

Com o tema da sua coleção inspirado nas suas tradições familiares — como diz o próprio, uma “fonte de inspiração inesgotável” –, a sua marca homônima, R.Rosner, desfila no line-up oficial do SPFW a sua coleção de Verão 2012/2013 na sexta-feira (15.06) às 15h30. Direcionado para a mulher exuberante, a roupa de festa à qual Rodrigo já habituou as suas clientes inclui os já tradicionais vestidos com sobreposições de rendas e organzas, muitos bordados coloridos, cristais e plumas — que apesar de adorar, Rodrigo afirma que “são tão difíceis de trabalhar!”.

No seu novo atelier em São Paulo, Rodrigo recebeu o FFW para um preview do que podemos esperar no seu desfile.

Tema: “O tema é Hungria. O meu pai é húngaro, e para mim é uma fonte inesgotável de referências. Eu já fiz outras coleções com o tema Hungria, mas dessa vez a ideia é outra. Li muito sobre isso: em 1848 teve uma revolução na Hungria, quando esta tentou se tornar uma nação independente do Império Austro-Húngaro. E foi massacrada pela Áustria, acabaram com o povo. Aí, as damas da nobreza húngara começaram a usar elementos das roupas dos camponeses nos trajes ocidentais. Os bordados de linha, as cores, tudo é muito colorido e forte, característico das roupas dos camponeses ocidentais. A coleção tem essa pegada de usar esses elementos na roupa atual”.

Os bordados coloridos, característicos das roupas dos camponeses ©Juliana Knobel/FFW

Desfile: “A vontade é a mesma da coleção passada: roupa de festa mais conceitual. Já que estou trabalhando com esses elementos de folclore que já são mais fortes, o trabalho é justamente o contrário – trabalhar uma imagem de limpeza para que isso saia de uma forma usável e desejável para o consumidor, e não uma fantasia de camponeses”.

Peças-chave: “Tem muito vestido, tem algumas calças com uma modelagem nova que imita uma bombacha, uma calça mais rural, mas feita de uma maneira para festa, com organza em cima de uma modelagem bem sequinha que pode ser de renda bordada ou de zibeline. Estou fazendo uma parte de alfaiataria um pouco maior, de casacos e coletes, que na minha opinião tem a ver com a história da coleção”.

Um dos vestidos da coleção ©Juliana Knobel/FFW

Materiais: “Não estou trabalhando com nenhum material novo, mas tenho uma maneira nova de trabalhar os mesmos materiais, com um bordado ou com uma aplicação e sobreposições. Tem muita coisa de sobreposições, por exemplo, duas ou três rendas sobrepostas para formar um quarto desenho. Tem muita mistura de materiais, mas nenhum novo. Estou trabalhando com zibeline que eu não utilizei na coleção passada, que substitui o chamalote. É mais focado na maneira de trabalhar o material do que no material em si. Estou usando também forro com estamparia digital em algumas peças e nas aplicações utilizo a marca Preciosa, de cristais da zona da Bohemia, na República Tcheca, com quem já trabalhei várias vezes em coleções passadas”.

A sobreposição de rendas ©Juliana Knobel/FFW

Cores: “Tem muitos detalhes e elementos com cor, mas a coleção é majoritariamente branca e preta”.

Acessórios: “Não sei ainda. Acho que não, ainda estamos decidindo. Talvez um turbante na cabeça, mas ainda não sei”.

A mulher R.Rosner: “É uma mulher exuberante. As pessoas já se acostumaram com essa linguagem e quem me procura já sabe a linguagem específica da marca. Não tenho clientes que vêm aqui e me pedem um tomara que caia de tafetá. Para mim era até mais fácil”.

Veja na galeria abaixo mais imagens das peças da coleção Verão 2012/2013 da R.Rosner:

previewrrosner_008
©Juliana Knobel/FFW
Bordados de linha

Preview Inverno 2012: o tema, os tecidos e as novidades da Cavalera

17/01/2012

por | Moda

Alberto Hiar, diretor da Cavalera ©Juliana Knobel/FFW

Em clima de preparação para a SPFW, o FFW foi à Cavalera conversar com a equipe criativa, ver algumas peças da coleção que será desfilada no domingo (22.01) e entender o que podemos esperar da grife para esta temporada de moda. A marca faz segredo da locação de seu desfile. “Sempre procuramos lugares inusitados. Faz parte da estratégia de marketing, segredinhos bobos (risos). Mas é um lugar relacionado com o tema, a cidade”, adianta Alberto Hiar.

O empresário mais os estilistas Igor de Barros e Fabiano Grassi falam um pouco sobre as peças, os conceitos e as inspirações que pautam a coleção de Inverno 2012, que tem como tema Faroste Urbano. ”A gente conseguiu encontrar um tema que tem muito a ver com a marca, por ser uma marca paulistana, mas que tem pontos que acabam por influenciar e ter a cara do Brasil inteiro. Então eu estou super feliz, com todo o trabalho de pesquisa, o resultado que a gente tá conseguindo chegar, as técnicas que a gente acabou colocando em cima das peças… O resultado tá perfeito. Tem a ver com São Paulo, porque tem uma forte característica urbana, e ao mesmo tempo com o Brasil”, diz Alberto.

A equipe fez uma grande pesquisa de materiais e inseriu na coleção tecidos importados e tecnologia de ponta. “A parte de tecidos e confecção está mudando bastante e a gente tem conseguido um trabalho bacana no sentido de conseguir técnicas e acabamentos diferenciados neste processo. Eu me sentiria muito mais feliz se a gente conseguisse ter toda essa tecnologia aqui dentro, no Brasil”. O moletom tem, como sempre, presença forte na coleção. ”Ele simboliza um tecido prático e fácil para enfrentar a cidade. É uma coleção que foi feita pensando nisso, então temos muitas texturas e muitas formas, quase como se fosse uma camuflagem”, explicam Igor e Fabiano. Ainda há chiffon recortado a laser e muita malharia. No desfile veremos também muitos corações, símbolo central do Inverno 2012, que aparecem em quase todas as peças de alguma forma: estampado, bordado ou misturado com outras coisas.  ”Resumindo, estamos falando da terra brasileira, da cor da terra brasileira, das questões culturais do Brasil e da influência que ele acaba recebendo do mundo inteiro também”.

Detalhe de umas das peças ©Juliana Knobel/FFW

Mural de inspirações da Cavalera ©Juliana Knobel/FFW

Arara com algumas peças da coleção ©Juliana Knobel/FFW

Chiffon cortado a laser, uma das novidades em técnicas da Cavalera ©Juliana Knobel/FFW

O coração, simbolo central do desfile ©Juliana Knobel/FFW

Os estilistas Fabiano Grassi e Igor de Barros ©Juliana Knobel

+ Preview do Inverno 2012 da Cori
+ Preview do Inverno 2012 da Neon
+ Preview de Inverno 2012 da Fause Haten

previrecavalera_021
©Juliana Knobel/FFW
Chiffon cortado a laser

#Fashion Rio: confira o preview das grifes da semana carioca

04/01/2012

por | Moda

Movimentação na entrada do Fashion Rio Verão 2012 ©Agência Fotosite

A temporada Inverno 2012 das principais semanas de moda do mundo começa logo mais, no dia 10 de janeiro, com o início do Fashion Rio. Os preparativos estão à toda e, para dar um gostinho do que vem por aí, o FFW organizou um preview com croquis e informações sobre as coleções de algumas das grifes que desfilam na semana carioca. Conte pra gente nos comentários: qual apresentação você está mais ansioso para ver?

Lembrando que até o dia 11 de janeiro vamos sortear cinco convites para a fila A de desfiles do evento; veja aqui como concorrer.

E confira o line-up completo do Fashion Rio Inverno 2012!

Maria Bonita Extra

Croquis da Maria Bonita Extra para o Inverno 2012 ©Divulgação

Apostando no conceito de criação coletiva (com a saída de Ana Magalhães, as coleções da Maria Bonita Extra agora são criadas por um grupo de estilistas comandados por Luiza Bomeny e Kátia Wille), a marca carioca desfilará no Fashion Rio peças inspiradas na silhueta dos anos 1950 e 1960. As estampas são geométricas e em cores primárias, predominando os tecidos finos, como organza, musseline de seda e tafetá (todos trabalhados a mão).

Acquastudio

Croquis da Acquastudio para o Inverno 2012 ©Divulgação

A estilista Esther Bauman mergulhou no passado e buscou inspiração em grandes momentos da moda, com ênfase nos anos 1940/50. As cores principais são o ameixa-prune, cobalto, cacau, cor de pele, cobre, dourado e framboesa. Entre os tecidos, estão rendas em mohair, lã, crepes com foil, tecidos tecnológicos, organza e tule. Os sapatos têm assinatura de Fernando Pires, e são botas curtas de camurça de cabra com amarração tipo coturno.

Desfile: dia 10 de janeiro, terça-feira, às 18h

Alessa

Croquis da Alessa para o Inverno 2012 ©Divulgação

A estilista Alessa buscou inspiração na sinuosidade das plumas e na geometria dos tapetes para criar sua coleção chamada “Céu na Terra”. A cartela de cores vem com ocre, marrom, laranja, azul celeste, marinho e cinza; os tecidos são a seda, tricô, jacquard, linho e lã. Quanto aos calçados, ela apresenta para o Inverno 2012 ankle boots de camurça em tons pretos e caramelo em maxi saltos de cortiça.

Desfile: dia 10 de janeiro, terça-feira, às 20h

Cantão

Croqui da Cantão para o Inverno 2012 ©Divulgação

Para o Inverno 2012, o Cantão vai “olhar para dentro sem ter medo de ver o que tem dentro”. A proposta, de acordo com a marca, é falar “de um casulo ao avesso, a metamorfose, transformações que ocorrem em cada um de nós e no ambiente que nos cerca”. A Coordenadora de Estilo Lanza Mazza quer explorar materiais como o tricot de seda rústica, lã, tecido de alfaiataria masculina, couro, palha de seda bordada e a gaze de linho para confeccionar os looks do desfile, sem perder o despojamento e leveza da marca. As formas são arredondadas, ora volumosas, calças amplas, avessos em evidência e muitas sobreposições. A cartela de cores traz o off-white, taupe, verde floresta, amarelo, caramelo queimado, chumbo, azul intenso e o vermelho aberto.

Desfile: dia 10 de janeiro, terça-feira, às 21h

TNG

Croquis da TNG para o Inverno 2012 ©Divulgação

O Inverno 2012 da TNG é pensado para mostrar o “diálogo harmonioso entre a cidade e o campo, traduzidos em looks nada óbvios”, de acordo com o comunicado oficial. As estampas corridas de pássaros e folhagens desenhadas à mão têm como referência a Art Nouveau, e são feitas em tecidos ecologicamente corretos de fibras naturais, PETs reciclados e jeans eco-friendly. Os acessórios também seguem a linha ecologicamente correta: os óculos vêm em acetato 100% reciclado e os cintos, bolsas e sapatos são criados com raspa de couro. A marca destaca o trabalho de Richelieu (um tipo de bordado) feito no denim reciclado.

Desfile: dia 11 de janeiro, quarta-feira, às 21h

New Order

Croqui da New Order para o Inverno 2012 ©Divulgação

A New Order reinterpreta o futurismo das aeromoças nos anos 1960 e tem como ponto de partida para o seu inverno a aviação. A marca se apropria dos ícones desse universo, do shape das aeronaves aos objetos utilitários do serviço de bordo. Elementos que fazem parte das viagens de avião como fones de ouvido, porta-passaportes e tags de malas viram inspiração para a coleção e são traduzidos em acessórios irreverentes e femininos. Entre os materiais estão o verniz, o metalizado speck, o plástico transparente, o neoprene, pelo, moletom, drylex e acrílico. As cores são o marfim, caramelo, café, laranja, azulão, azul marinho e metalizados prata e dourado – passando por pitadas de fluorescente.

Desfile: dia 12 de janeiro, quinta-feira, às 19h30

Espaço Fashion

Croquis da Espaço Fashion para o Inverno 2012; e a estilista Camila Bastos trabalhando com uma das estampas da estação ©Divulgação

A marca buscou no Rio de Janeiro, cidade onde reside, a inspiração para sua coleção de Inverno 2012 – mas com a proposta de olhar a cidade “de costas”, fugindo dos cartões postais. Camila e Bianca Bastos percorreram locais históricos da capital fluminense que retratam a art déco dos anos 30 impressa em vitrais, escadarias, decoração de calçadas e letreiros. Uma das inspirações da coleção foi a calçada de Copacabana, assim como os circuitos do Flamengo e Centro e também relevos que circundam a cidade.

Dois cliques de Ticiana Porto para a parceria com a Espaço Fashion ©Divulgação/Ticiana Porto

E a Espaço Fashion fechou uma parceria com a fotógrafa pernambucana Ticiana Porto para clicar esses locais que inspiraram a coleção da marca – as imagens serão publicadas no Instagra.am da marca e de Ticiana a partir do dia 5 de janeiro. Procure por @ticianaporto e @espacofashion.

Desfile: dia 12 de janeiro, quinta-feira, às 20h30

Walter Rodrigues

Imagens da série “People of the 20th Century”, de August Sander, publicada em forma de livro em sete volumes em 2002 ©Reprodução

O Inverno 2012 de Walter Rodrigues é inspirado no livro “People of the 20th Century”, do fotógrafo alemão August Sander (1876 – 1964). “A partir da simplicidade das formas, organizo e dirijo meu olhar para os tecidos e suas inúmeras possibilidades de criar peças contemporâneas e atemporais. A elegância contida e a simplicidade das formas evocam um tempo de reflexão diante de todos os excessos que ocorrem na moda atual. Busco a essência das roupas e o poder dos tecidos para renovar as imagens e os conceitos de moda, por isso nesta estação os tecidos são os grandes protagonistas e com a ajuda das estampas posso renovar minha linguagem de moda e focar em novos mercados”, o estilista afirmou em comunicado oficial.

Desfile: dia 13 de janeiro, sexta-feira, às 17h30

Ágatha

Croquis da Ágatha para o Inverno 2012 ©Divulgação

A Ágatha foi em busca de um novo olhar para criar seu Inverno 2012, literalmente. O universo do olhar e suas diversas possibilidades serviram de inspiração para a estilista Ceiça Gioielli, em uma coleção que mistura tecidos como o couro, lã, chamois, cetim, seda, tecidos metalizados, lurex e glitter. A marca já adianta que a roupas têm shapes mais retos e justos ao corpo em contraponto a peças com volume e modelagens amplas. As cores são o vermelho, tinta negra, conhaque e ice, e os calçados são botas de canela de avestruz e veludo.

Desfile: dia 13 de janeiro, sexta-feira, às 19h30

Preview Reinaldo Lourenço: o ateliê do estilista dias antes do desfile

13/06/2011

por | Moda

1preview Reinaldo Lourenço Verão 2012 SPFWEm seu estúdio, Reinaldo Lourenço analisa o teste de beleza da equipe da M.A.C ©Juliana Knobel

Quando a reportagem do FFW chegou ao estúdio de Reinaldo Lourenço, em São Paulo, o estilista e sua equipe trabalhavam a todo vapor tomando as últimas decisões para o desfile Verão 2012 da marca, que acontece na terça-feira (14.06) durante o São Paulo Fashion Week. (Relembre os previews feitos com a Neon, Adriana Degreas e André Lima)

2 preview Reinaldo Lourenço Verão 2012 SPFWO casting do desfile Verão 2012 Reinaldo Lourenço ©Juliana Knobel

Em plena manhã de domingo, vários andares do estúdio funcionavam ao mesmo tempo: no térreo, modelos e bookers aguardavam sua vez para o fitting; no primeiro andar, os testes de maquiagem eram comandados pela equipe da M.A.C, enquanto os de cabelo eram feitos pelo Studio W; e no terceiro andar, Reinaldo Lourenço decidia quais looks seriam vestidos por quais modelos.

3 preview Reinaldo Lourenço Verão 2012 SPFWApetrechos da equipe da M.A.C ©Juliana Knobel

“Nós estamos trabalhando loucamente – tentando trabalhar, se vocês deixarem – provando roupas em todas as modelos, no último dia pra esse desfile com pouco espaço de tempo, já que tivemos praticamente dois meses pra fazer tudo. O teste de maquiagem, cabelo, o fitting, tudo está sendo feito hoje. Quer dizer, o fitting estamos fazendo há dois dias; eu demoro muito pra fazer o fitting”, explicou o estilista, que também cuida do styling de suas apresentações.

4 preview Reinaldo Lourenço Verão 2012 SPFWAmostras de tecidos da coleção Verão 2012 Reinaldo Lourenço ©Juliana Knobel

“Esse desfile foi muito corrido, muito corrido. Acabou o SPFW em fevereiro, e foi o tempo de acabar de aprontar o que tinha começado no inverno. Daí eu tive março, abril e maio pra lançar a pré-coleção, e aí já é o desfile! Acho que pra marca menor, que faz roupa mais cotidiana, é fácil fazer. Agora, quando borda, quando faz esse tipo de trabalho que a gente faz…”, ele ponderou, ao mesmo tempo em que analisava o look da modelo Angelica Erthal e decidia se ela usaria os sapatos fechados ou as sandálias com laço.

5 preview Reinaldo Lourenço Verão 2012 SPFWAlguns dos sapatos da coleção Verão 2012 Reinaldo Lourenço ©Juliana Knobel

Mesmo avesso à previews por gostar de manter o elemento de surpresa para o desfile, Reinaldo Lourenço autorizou que a equipe do FFW acompanhasse os arranjos finais da sua coleção para mostrar um teaser do que será apresentado na terça-feira (14.06). Veja na galeria abaixo mais imagens feitas no estúdio do estilista e acompanhe a cobertura completa do SPFW Verão 2012 aqui no FFW!

Preview André Lima: estilista revela caminhos do seu Verão 2012 #SPFW

09/06/2011

por | Moda

O estilista André Lima recebeu o FFW em seu estúdio, em São Paulo ©Juliana Knobel

Depois de dar um gostinho do que vai ser desfilado pela Neon e por Adriana Degreas no SPFW, o FFW dá continuidade às reportagens especiais de preview do Verão 2012 e mostra os caminhos percorridos por André Lima no desenvolvimento de sua nova coleção. Confira as imagens clicadas no estúdio do estilista e o relato do próprio – e fique ligado para a cobertura completa do FFW no São Paulo Fashion Week!

Algumas das imagens de referência da coleção André Lima Verão 2012 ©Juliana Knobel

“Há uma pesquisa grande de imagens que vai acontecendo ao longo do tempo em que a gente está montando a coleção — isso acaba praticamente no dia do desfile. Até porque a gente não alimenta só a nossa inspiração. Eu tenho facebook e twitter, e esse tipo de meio de comunicação acaba gerando uma proximidade e isso aqui chegar até a pessoa que vê depois o desfile é muito interessante; então essa pesquisa continua”.

André LimaEstudo de drapeados ©Juliana Knobel

“Eu fui sentindo cada vez mais falta de possibilidades e alternativas de se vestir à noite. Isso poderia ser uma linguagem diferente de vestidos, que é uma coisa que eu venho fazendo e é um exercício natural, mas você tem que experimentar coisas, trazer outras possibilidades pra propor. Variar volume de saia, diminuir o volume de saia? Fiz muito. Secar tudo e deixar perto do corpo, deixar a silhueta mais limpa? Talvez fosse um ponto de partida imediato. Mas existem outras coisas que eu acho que tem que estar em pararelo, até porque outra coisa que eu acho que é uma linguagem muito forte da marca é o movimento e a relação desse movimento com o corpo. Então senti falta também de alguma coisa que gerasse algum tipo de movimento nas peças”.

Detalhes de tecidos ©Juliana Knobel

“É um ponto de partida falar desse diferencial da noite — quer dizer, não é simplesmente pensar na calça como uma peça só pra trabalhar ou que vai até no máximo um jantar. Mas por que não ter uma peça incrível de calça pra ir a um casamento? Por que não as mulheres voltarem a usar calça em situações assim? De repente um terno lindo, um smoking, ou uma calça com uma blusa divina? Às vezes até dependendo da mulher, uma coisa que tenha cara de blusa vira um vestido e você usa essa calça embaixo. Enfim, a calça entrou, e se mistura aos vestidos”.

Detalhes do setor de produção do estúdio André Lima ©Juliana Knobel

“Estampa é engraçado: a gente está cada dia mais criterioso. E não é que a gente não imagine a mulher indo pra uma festa com estampa — ela pode ir se ela tiver aquele estilo, e a nossa cliente já deve ter coisa nossa do tempo em que a gente fazia uma noite muito estampada, então por que não propor coisas novas e deixar com que aquele item vire um item quase de colecionadora? A ideia é evoluir nesse sentido. Eu posso falar: venho trabalhando com brilho nas últimas edições — na verdade não só brilho, mas a textura dos tecidos; misturas de texturas e recortes. Isso não é um novidade, também aqui, estampa com textura, com recorte, com metálico, com fosco. Mas isso vai mudando, evoluindo, trazendo outras misturas”.

preview-verao-2012-spfw-andre-limaEstudo de drapeados ©Juliana Knobel

“Eu não quero nenhum estigma. Eu não quero ser estilista de estampa, não quero ser estilista de vestido. Eu quero ser estilista. Eu quero poder ter a possibilidade de transitar. E poder fazer estampa, poder fazer vestido, ou não, e uma hora achar que a alfaiataria pode ser uma outra possibilidade porque a história evolui, né. Existem mudanças, a gente já viu tantas acontecerem. E até pela própria permanência e distribuição da marca no mercado. É legal você ter possibilidades. Então tem a parte da coleção que ninguém conhece que é o Preview, que é uma roupa que não vai pras passarelas, que dificilmente vai pras revistas, mas é o que faz a distribuição no Brasil todo. E aí a gente extrai disso e acrescenta a isso algumas coisas, finalizando”.

preview-andre-lima-verao-2012-spfwO Preview Verão 2012 de André Lima ©Juliana Knobel

“Acho complicado dar um nome porque é no fim que eu vou ver aquilo pronto, e aquilo vai me dizer o que é. Por isso que o release é feito às vésperas. É terrível (risos). Porque a imagem vai evoluindo. E quando o Davi [Ramos] traz as cabeças e a gente junta, é que vemos o que a gente fez. Não é que a gente desenha o look e fala ‘então, vai ser esse vestido com essa cabeça’ de primeira. Mas assim: o que me interessa na imagem é isso: é propor uma imagem que na verdade talvez eu seja um autor em conjunto e que essa imagem possa ter a possibilidade de ser lida, que ela não seja simplesmente: ‘isso’”.

Veja mais imagens clicadas no estúdio do estilista André Lima:

Preview Neon: Dudu e Rita abrem o jogo sobre a coleção Verão 2012

25/05/2011

por | Moda

Rita Comparato e Dudu Bertholini recebem o FFW no atelier da Neon ©Juliana Knobel

Em meio aos preparativos para a coleção que será desfilada na São Paulo Fashion Week Verão 2012 (de 13 a 18 de junho), Dudu Bertholini e Rita Comparato gentilmente abriram seu atelier para o FFW e contaram detalhes do processo criativo e do desenvolvimento do novo trabalho da Neon. Super animado, Dudu mostrou tecidos, falou sobre as modelos e já revelou: o desfile não acontecerá na Bienal! Confira as imagens e o relato do estilista:

Dudu mostra a estampa “Charme Étnico” ©Juliana Knobel

“Essa é uma nova estampa criada pelo Rafa Dejota, e é uma das nossas preferidas de toda a história da Neon. A gente a chama de “Charme Étnico”, e ela é central nessa nova coleção. Ela flerta com a ideia de um resort leve, chique, elegante, e tem tudo a ver com o trabalho que a Rita e eu desenvolvemos. Gosto muito dessas figuras das mulheres, delas nas espreguiçadeiras, as sombrinhas, chapéus, vasos, os grafismos formando desenhos”.

Detalhe da estampa “Charme Étnico” ©Juliana Knobel

“Para o trabalho de estamparia da Neon, nós convidamos os artistas plásticos e pedidos algo com o qual a gente tenha uma conexão, uma sintonia; isso é uma forma da gente tirar o melhor do que eles podem fazer. Daí entramos com essa parte de curadoria – tudo é um processo de edição”.

Estudo de estampas desenvolvido por Dudu Bertholini e Rita Comparato ©Juliana Knobel

“Aqui é um estudo das variantes de estampas feito por mim e pela Rita. Cada uma delas tem uma narrativa diferente; conhecemos a história das estampas, então sabemos combiná-las de um jeito que não fica repetido. Mandamos fazer essas bandeiras e vamos selecionar vários tecidos para esta coleção: seda, malha, jersey… algumas serão usadas nas peças comerciais, e outras serão só para o desfile”.

Uma das imagens do painel de inspiração Verão 2012 da Neon ©Juliana Knobel

“Estas são imagens de inspiração; algumas delas mostram a leveza que a gente está buscando nesse balneário sofisticado, chique, gráfico. O nosso processo de pesquisa é vivo. O processo criativo vem, antes de mais nada, de uma observação aguçada da realidade a sua volta. Se você não tiver essa percepção, não vai captar nada do que passa por você. Com isso, tiramos inspiração das viagens que fazemos, os livros que lemos, o nosso jeito de se vestir e dos nossos amigos, os brechós, revista, pesquisas de internet; é uma pesquisa viva, pulsante — é uma curadoria de imagens em cima disso tudo. E esse nosso arquivo é vivo, e cada vez que o nosso olho está atrás de um tema ou de uma especificidade, vamos afunilando esse olhar até chegar numa seleção”.

Estudo de cores Verão 2012 da Neon ©Juliana Knobel

“Estamos usando pela primeira vez um tecido que pra gente é a cara da coleção: o zibeline. É um tecido bem encorpado, que tem uma caída bem dura, e é muito nobre, muito chique, bastante usado nos anos 1960, e que nós estamos utilizando de uma forma inusitada. Esse tecido entrou na nossa coleção porque fizemos uma noiva – aliás o casamento dela foi no sábado – e era uma noiva oriental, e fizemos um trapézio retinho todo bordado e usamos a zibeline, e ficamos encantados com o tecido, com a elegância, e ele foi incorporado pra essa coleção”.

Rita Comparato no setor de modelagem do atelier ©Juliana Knobel

“A Marina Dias vem como a nossa diretora de casting. Trabalhamos meio que com o mesmo grupo de modelos, temos uma fidelidade mútua. As mulheres pra nós têm que ter ‘alma’, a gente não trabalha muito com new face. Trabalhamos com mulheres que já tenham amado, vivido, sofrido – mulheres mesmo, não meninas”.

Dudu Bertholini mostra peça de arquivo da Neon ©Juliana Knobel

“Eu sempre penso na apresentação como um momento cênico, não só como um vai e vem de looks. Desta vez não vamos fazer na Bienal, vamos fazer fora, mas em um lugar que não vamos contar ainda, e estamos pensando em uma apresentação maravilhosa, em um cenário que super dialoga com a nossa coleção, que está muito em sintonia com as nossas características. Estou bem animado!”.

Veja mais imagens clicadas no atelier da Neon:

1-dudu-bertholini-e-rita-comparado-neon-atelier-verão-2012
©Juliana Knobel

Muito brilho: veja preview exclusivo do desfile de Lucas Nascimento

09/01/2010

por | Moda

Uma das coleções mais esperadas do Fashion Rio, o Inverno 2010 de Lucas Nascimento foi mantido em segredo absoluto pelo estilista – até agora, poucos momentos antes do desfile. Natural de Bonito, MS, radicado em Londres, o trabalho de Lucas com tricô já foi desfilado por marcas como 2ndFloor e Amapô, além de colaborações com Syd Brian, tricoteiro que desenvolve peças para Alexander Mcqueen e Prada. Confira abaixo imagens exclusivas da coleção abaixo!

DSC08591

Brilho e tecidos trabalhados na coleção de Lucas Nascimento; esse é o seu primeiro desfile no Fashion Rio (foto: Gabriel Marchi)

DSC08590

Detalhe de acessório em formato de mãos; peça pertence à coleção de Lucas Nascimento (foto: Gabriel Marchi)

DSC08592

Mais brilho: coleção de Lucas foi mantida em segredo até momentos antes do seu desfile no Fashion Rio (foto: Gabriel Marchi)

Veja um preview exclusivo do desfile da Ausländer

08/01/2010

por | Moda

A grife Ausländer, que abre o calendário do Fashion Rio nessa sexta-feira (08), vai desfilar a sua coleção de inverno 2010 logo mais – e só aqui no portal FFW você detalhes exclusivos  antes da passarela! Nessa estação, a grife aposta no preto total, com referências em rock e militarismo. Confira algumas imagens abaixo!

DSC08522

Tachas: rock pesado nas calças jeans da Aüslander

DSC08524

Malha vazada no desfile de Inverno 2010 da Aüslander

DSC08525

N°69; camiseta da Aüslander faz alusão ao perfume Chanel N°5