Vittorio Missoni

26/06/2013

por | Moda

Vittorio Missoni e Maurizia Castiglioni; as buscas continuam ©Reprodução

A Missoni divulgou na quinta-feira (27.06) que o avião que levava o herdeiro e executivo da grife, Vittorio Missoni, desaparecido no dia 4 de janeiro, foi encontrado nas águas ao norte do arquipélago de Los Roques, pertencente à Venezuela. De acordo com o “WWD”, as autoridades ainda estão avaliando a melhor maneira de resgatar a aeronave do fundo do mar e olhar o seu interior em busca de corpos.

+ Leia mais sobre o caso aqui

Estavam no avião com Vittorio Missoni sua esposa Maurizia Castiglioni, dois amigos do casal, Guido Foresti e Elda Scalvenzi, o piloto Hernan José Marchan e o co-piloto Juan Carlos Ferrer Milano.

Em nota oficial, as famílias Missoni, Castiglioni, Foresti e Scalvenzi agradeceram os governos venezuelano e italiano por seu “comprometimento em tornar essa busca possível” e afirmaram ter “fé de que as investigações continuem até que as causas e responsabilidades pelo acidente sejam apuradas”.

Em fevereiro, duas malas pertencentes a Missoni foram encontradas na ilha de Bonaire; ambas estavam vazias e, segundo comunicado oficial, “muito danificadas por dentro, com seus muitos zíperes totalmente abertos”.

Drops

06/02/2013

por | Moda

Marc Jacobs para a Coca Cola Diet ©Divulgação

Como parte das comemorações de 30 anos da Coca Cola Diet na Europa, Marc Jacobs foi anunciado diretor criativo da marca durante o ano de 2013. Ele desenvolveu uma coleção de garrafas para a bebida, inspiradas nas décadas de 1980, 1990 e 2000, e que chega no dia 11 de março na Bélgica, França, Luxemburgo, Holanda, Islândia e Reino Unido.

Jacobs também protagonizou a campanha que promove a parceria, além de um vídeo, dirigido por Stéphane Sednaoui, já veiculado no YouTube. Em 2011, Karl Lagerfeld, da Chanel, atuou como diretor criativo da Coca Cola Diet, enquanto, em 2012, foi Jean Paul Gaultier quem ocupou o cargo.
_________________________________________________________________________________________

Foi divulgado nesta quarta-feira (06.02) o vídeo que promove a coleção de underwear de David Beckham para a H&M. O curta-metragem, que tem quase dois minutos, foi dirigido por Guy Ritchie, responsável por “Jogos, Trapaças e Dois Canos Fumegantes” (1998), “Snatch – Porcos e Diamantes” (2000) e “Sherlock Holmes” (2009), e também conhecido como o ex-marido de Madonna.
_________________________________________________________________________________________


Cara Delevingne na capa-teaser da edição de Primavera/Verão 2013 da “LOVE” ©Reprodução

Cara Delevingne, eleita modelo do ano de 2012 pelo British Fashion Awards e garota-propaganda da Burberry e da Chanel, vai tomar conta do Instagram da revista “LOVE” durante a semana de moda de Nova York, que começa nesta terça-feira (05.02).
________________________________________________________________________________________

Anna Piaggi ©David Bailey/Reprodução

O guarda-roupa de Anna Piaggi, falecida em agosto de 2012, vai ser exibido publicamente na Fabbrica Del Vapore, em Milão. De acordo com o “WWD”, é possível que a mostra tenha caráter permanente e seja o primeiro passo para a criação de um museu dedicado à moda na Itália.

A exposição das roupas de Piaggi deve ser inaugurada no primeiro dia da semana de moda de Milão, que começa no dia 20 de fevereiro.
________________________________________________________________________________________

Em 2013, a Missoni completa 60 anos. Para comemorar o aniversário, a marca italiana produziu um curta-metragem intitulado “A Zig-Zag in Time: 1953-2013”, que apresenta modelos vestidos com peças de sua coleção de Primavera/Verão 2013 misturados a outros com itens de seu arquivo. O vídeo, que possui quase dois minutos, foi dirigido por Alasdair McLellan e teve o styling de Vanessa Reid.

A partir de maio, a Missoni vai reeditar algumas peças icônicas de sua história, que serão disponibilizadas nas lojas da marca ao redor do mundo.

Vittorio Missoni: continuam as buscas por avião desaparecido com herdeiro da grife italiana

07/01/2013

por | Gente

Continuam as buscas por Vittorio Missoni, desaparecido no dia 4 de janeiro ©Reprodução

Desde sexta-feira (04.01) acontecem as buscas pelo avião que desapareceu na costa da Venezuela com todos os seus passageiros: Vittorio Missoni, herdeiro e executivo da Missoni, sua esposa Maurizia Castiglioni, dois amigos do casal, identificados pela imprensa como Elda Scalvenzi e Guido Foresti, e dois tripulantes. A pequena aeronave, que saiu do arquipélago de Los Roques, onde os italianos estavam passando férias, tinha como destino o Aeroporto Internacional Simón Bolívar – uma viagem que normalmente leva cerca de 30 minutos.

No domingo (06.01), a Missoni divulgou um comunicado oficial afirmando estar “confiando no Ministério de Relações Internacionais e todas as instituições envolvidas, às quais somos gratos pelo pronto envolvimento nas buscas”. Já na segunda-feira (07.01), foi divulgada nota oficial da própria Angela Missoni, afirmando que “estamos todos comovidos pelo afeto e ajuda que tivemos até agora do mundo todo e agradecidos às autoridades por sua busca incansável e esforços de resgate (…) Estamos cheios de esperança e confiança no ótimo trabalho que as autoridades têm realizado até agora. Nós não vamos desistir”. A diretora criativa da Missoni disse ainda no comunicado que está em Roma tratando do caso, enquanto seu irmão Luca, que é piloto, está na Venezuela voando junto com as equipes de busca.  ”Meus filhos e sobrinhos estão com meus pais, todos juntos nesta época de dificuldade”, ela completou.

Vittorio, de 58 anos, é filho de Ottavio e Rosita Missoni, fundadores da grife italiana, e tio de Margherita Maccapani Missoni. Inicialmente diretor de marketing e depois executivo top da companhia na Itália e Estados Unidos, ele é creditado como um dos principais responsáveis pela expansão global da tradicional empresa familiar.

No twitter, membros do clã como Margherita e Ottavio Missoni Jr. têm usado a hashtag #findvittoriomissoni para compartilhar apelos e mensagens de esperança. Eles pedem que qualquer pessoa na Venezuela com informações sobre o caso entre em contato com o Ministério de Relações Internacionais da Itália por telefone ou pelo e-mail unita.crisi@esteri.it.

Missoni e Target liberam novas fotos de parceria cheia de ziguezague

12/08/2011

por | Moda

missoni-target©Reprodução

A esperada coleção da Target assinada pela Missoni já apareceu na rede e revelou looks com a cara da marca italiana — muita cor e os icônicos ziguezagues pontuam a linha inteira. E se engana quem acha que a parceria fica só por conta de roupas. Além das coleções masculina, feminina e infantil, os ziguezagues da Missoni permeiam um total de 400 itens.

São artigos de cama, mesa, banho, além de material de papelaria, kits de pincel de maquiagem, malas e até uma bicicleta toda estampada com o famoso ziguezague. Confira na nossa galeria alguns dos novos itens que foram divulgados na página da Target no Facebook. O lançamento oficial dos produtos dessa colaboração é dia 13 de setembro.

Drops de moda: Gaultier entrevista Lady Gaga, coleção tributo a Amy e +

08/08/2011

por | Moda

amy-winehouse-fred-perryCroquis da coleção assinada por Amy para a Fred Perry ©Reprodução

A Fred Perry lançará uma nova coleção da parceria que a grife mantinha com a cantora Amy Winehouse, “depois de muita consideração e a bênção da família de Amy”, anunciou a marca. A primeira coleção que Amy chegou a assinar para a Fred Perry foi lançada em outubro do ano passado. Os royalties da linha póstuma serão doados para a Amy Winehouse Foundation, fundação que a família da cantora está criando para ajudar dependentes químicos, cuja sede será a casa onde Amy morava em Londres.
_________________________________________________________________________________________

O especial para a televisão “Gaga By Gaultier”, que documenta o primeiro encontro entre Lady Gaga e Jean Paul Gaultier está chegando à TV americana. O programa mostra o estilista entrevistando a cantora, cenas de Lady Gaga no atelier do estilista em Paris e os dois colaborando em uma sessão de fotos. Veja um trecho:


_________________________________________________________________________________________

reinaldoCampanha de Verão 2012 de Reinaldo Lourenço ©Divulgação/Bob Wolfenson

A campanha de Verão 2012 de Reinaldo Lourenço é estrelada pelas modelos Alicia Kuckzmann e Michele Gassen. O lançamento oficial da coleção é nesta terça-feira (09.08), quando as peças da nova estação começam a chegar às lojas do estilista em São Paulo, na rua Bela Cintra e no Shopping Cidade Jardim. As fotos são de Bob Wolfenson.

_________________________________________________________________________________________

MAKING_OF_GIULIANA_17Campanha de Verão 2012 de Giuliana Romano ©Divulgação/Rodrigo Marques

Quem também lança coleção nesta terça-feira (09.08) é a estilista Giuliana Romano. Com uma pegada étnica, a coleção traz peças de alfaiataria feitas em tecidos naturais como linho e algodão. A modelo que posou para as lentes de Rodrigo Marques é Fabiana Semprebom. O lançamento da coleção acontece amanhã a partir das 18h, na Rua Peixoto Gomide, 1757.

_________________________________________________________________________________________

A campanha mais recente da Missoni é um tributo ao fundador da marca, Ottavio Missoni, que completa seu 90º aniversário este ano. As fotos feitas por Juergen Teller mostram os famosos tricôs da grife vestidos por Ottavio posando ao lado das modelos Kaitlin Aas, Valeria Kelava, Kinga e Kristina Salinovic.

Drops de moda: o novo frila de Carine, o cashmere de Claudia Schiffer e mais!

20/07/2011

por | Moda

carineCarine Roitfeld ©Reprodução

Carine Roitfeld é a responsável pelo styling da revista “V” de setembro, que tem como tema “Heróis”. E sabe quem ela escolheu para representar o tema? A diva Elizabeth Taylor. Carine tem trabalhado ao lado de Mario Testino no projeto, que ela toca em paralelo a  outros “frilas” para a Chanel e a Barneys. Trabalhadeira, não?

————————————————————————————————————————————————

missoniItens da coleção M Missoni ©Divulgação

A linha mais jovem da Missoni, a M Missoni, tem a proposta de trazer peças mais usáveis e fáceis de combinar. Com um jeito mais casual e cool, ela ainda assim tem a cara da Missoni. Além dos famosos tricôs, a marca traz uma coleção de produtos em jeans e acessórios. A nova linha já está disponível no Brasil, nas lojas do Iguatemi de Brasília, na Missoni Home, em São Paulo e em algumas multimarcas.

————————————————————————————————————————————————

altuzzaraPeças de Altuzarra ©Reprodução

Os renomados estilistas Prabal Gurung e Joseph Altuzarra criaram coleções de joias em edição limitada para o Atelier Swarovski. A linha começa a ser vendida no dia 26 de julho, exclusivamente na loja Swarovski Crystallized, em Nova York. Olha o luxo que é.

prabal-gurungPeças de Gurung ©Reprodução

————————————————————————————————————————————————

Quase sete anos depois de colaborar com a H&M, Karl Lagerfeld volta com mais uma coleção para uma grande rede de varejo: a Macy’s. A linha, que chega às lojas no fim de agosto, promete incorporar a assinatura de Lagerfeld. A “Vogue” americana de agosto já mostra uma prévia do que está por vir.

karlKarl Lagerfeld para Macy’s ©Reprodução

————————————————————————————————————————————————

Sabia que Claudia Schiffer é dona de uma marca especializada em cashmere? Pois é, a top resolveu apostar neste segmento porque achou que era uma área que não tinha muito destaque na moda. A marca, que leva o nome da modelo, em breve terá um e-commerce próprio. A grife chegará a 50 lojas multimarcas pelo mundo inteiro, e estará à venda online pelo Net-à-Porter até o fim deste mês. As peças custam entre 400 e 1600 dólares. Veja na galeria as fotos da campanha de estreia da marca:

Drops de moda: desfile verde, Amir Slama exclusivo e Havaianas à italiana

08/03/2011

por | Moda

Já conhece a Runway to Green? Trata-se de uma ONG que arrecada fundos para instituições de proteção ao meio ambiente e que está organizando um desfile cujas peças especialmente desenvolvidas por 26 grifes convidadas serão leioladas pela Christie’s – alguns poucos exemplares serão vendidos pelo site Net-a-Porter. Entre as grifes participantes estão Prada, Gucci, Yves Saint-Laurent e a brasileira Osklen, que criou um look composto de hoodie de eco couro, saia mista de lã com pirarucu, ankle boots e bolsa de couro de salmão.

O desfile acontece em Nova York no dia 29 de março, e a renda do leilão será distrubuída entre as 7 entidades beneficiadas pela Runway to Green.

runway-to-green-osklenMatéria da “Vogue” italiana de março/2011 com croquis das grifes participantes do Runway to Green; no detalhe, croqui da Osklen ©Divulgação

_________________________________________________________________________________________

O Espaço Designers da flagship C&A em São Paulo — que faz parcerias para desenvolver coleções especiais, somente para a marca — acaba de receber uma linha assinada por Amir Slama, estilista que fez seu nome à frente da grife de moda praia Rosa Chá. São 53 itens entre biquínis, maiôs, saídas de praia e macaquinhos; se você vai viajar no Carnaval, ainda dá tempo de garantir o seu modelo.Os preços variam de R$ 45,90 a R$ 199,90.

A flagship C&A fica no Shopping Iguatemi, na Av. Brigadeiro Faria Lima, 2232, Jardim Paulistano, São Paulo. Tel: (11) 2131-0004

amir-slama-cria-coleçao-exclusiva-para-cea-shopping-iguatemiAlgumas das 53 peças da coleção à venda na C&A do Shopping Iguatemi ©Divulgação

_________________________________________________________________________________________

A Missoni criou uma coleção para a Havaianas que deve aquecer mais ainda o verão europeu, já que os nossos tradicionais chinelos viraram mania no exterior. A linha, chamada Missoni Loves Havaianas, traz quatro modelos, entre eles um tipo alpargatas,  estampados com o famoso zigzag colorido da marca italiana. Há também, propositalmente, uma fusão cromática das bandeiras do Brasil e da Italia, mais outras cores escolhidas pela Missoni. Os preços vão de 50 a 130 euros.

Por enquanto os produtos só estão à venda fora do Brasil, nos espaços da Missoni e nas lojas online  Havaianas.com e Net-a-Porter. Em breve a linha chega por aqui também, mas os pontos de venda e os valores ainda não estão definidos.

havaianas-missoniModelos da linha especial Missoni Loves Havaianas ©Reprodução

Zig zag nos pés: Havaianas faz parceria com marca italiana

04/03/2011

por | Moda

2-missoni-havaianas-650x238-540x197

Modelos da linha especial Missoni Loves Havaianas

A Missoni criou uma coleção para a Havaianas que deve aquecer mais ainda o verão europeu, já que os nossos tradicionais chinelitos viraram mania na gringa.

A linha, chamada Missoni Loves Havaianas, traz quatro modelos, entre eles um tipo alpargatas,  estampados com o famoso zigzag colorido da marca italiana. Há também, propositalmente, uma fusão cromática das bandeiras do Brasil e da Italia, mais outras cores escolhidas pela Missoni. Os preços vão de 50 a 130 euros.

missoni-havaianas-650x377-540x313

Por enquanto os produtos só estão à venda fora do Brasil, nos espaços da Missoni e nas lojas online  Havaianas.com e Net-a-Porter. Em breve a linha chega por aqui também, mas os pontos de venda e os valores ainda não estão definidos.

Nômades de passagem pela moda: a tendência do “mais é mais”

09/11/2010

por | Moda

bregje-heinen4Imagem de editorial da revista “Flair” de novembro 2010 ©Reprodução

Quem nunca passou pelo dilema de ter que escolher entre uma peça ou outra na hora de sair de casa? Eis que as passarelas (sobretudo as gringas) sugerem uma solução bem simples: use tudo ao mesmo tempo! Algo como um “nômade pós-moderno” que precisa carregar no corpo tudo aquilo que possui. Seu look, seus pertences, sua(s) identidade(s), sua(s) personalidade(s).

Tudo começou de forma tímida lá no verão 2010, quando o tribalismo e outros elementos de diversas etnias surgiram como uma das principais vontades da temporada. Na estação seguinte, o inverno 2010, todo esse clima étnico ganhou extrema força com sobreposições, quase acúmulos de heranças e tradições passadas ao longo do tempo. Ciganos nômades modernos, como os de Jean Paul Gaultier com seus turbantes, estampas primitivas e equipamentos de alpinismo. Ou então como em Vivienne Westwood com seu recorrente gosto pela história propondo um delicioso clash de estampas retros de borboletas e flores, bem como um papel de parede embolorado.

A lista de estilistas que aderiram ao movimento é ainda maior: Tao Kurihara com seu patchwork de tecidos típicos de China e Índia; Kenzo com sobreposições “infinitas” de tonalidades neutras, Missoni com seus tricôs tribais, Rodarte com seus florais apocalípticos e até mesmo a tradicionalíssima Chanel com suas (falsas) peles.

nomadesImagens de editorial da “Vogue” alemã de novembro de 2010 ©Reprodução

Isso foi um prato cheio para stylists e editores de moda que desdobraram a vontade em diversas interpretações nas edições de outubro e novembro das principais publicações de moda do mundo.

Em termos práticos, estamos falando de um mix de possibilidades fundindo alfaiataria com referências safári, com peças leves de sportswear contrapostas à outras pesadas do outerwear, mais o incansável jogo do artesanal versus o tecnológico. Passado, futuro e presente num look só. Tecnologia e tradição conjugadas numa mesma mensagem de forma totalmente livre e despretensiosa.

E não precisa nem ser necessariamente étnico. Daniel Ueda, stylist e colaborador super querido do FFW, mostrou algo similiar, conjugando elementos da cultura de rua e do surfe com uma parafernália imagética pop em nosso mais novo FFW Shooting.

Essa ideia nômade, na verdade, esconde um desejo escapista, uma fuga da realidade. Também pode sugerir uma super sobreposição de elementos, um mosaico de referências com as quais nossas personalidades e identidades são compostas e alteradas a todo segundo, sobretudo numa época onde a maior parte das informações têm a vida útil limitada aos 140 caracteres.

DIRETO DE MILÃO: Gisele na paisagem, aplausinhos na Armani e muito mais!

28/09/2010

por | Moda

Por Juliana Lopes, de Milão para o FFW

Quantas coisas são a moda, além de roupa? Quantas coisas são um desfile, além de uma apresentação de coleção? Aposto que um crítico de moda conseguiria ser mais frio para analisar objetivamente uma coleção se recebesse um look-book em casa. Ou mesmo fotos de agência: porque não vêm com música, a Megan Fox na primeira fila, a Anna Wintour fugindo depois que acaba, o ambiente da sala de desfile. Imagens de agência ou look-books são como “Identikits”: esquema de foto ou desenho para construir um rosto, usados pela polícia. São fichas. Sem barulho.

giseleGisele Bündchen invade a paisagem de Milão, no outdoor comemorativo de Roberto Cavalli ©Juliana Lopes

O que fica de uma semana de moda não é mesmo só a roupa. Existem outras memórias que também representam escolhas: a música que o estilista aprovou, o casting, a luz. Em alguns desfiles existem elementos frequentes, quase padrões. A sala de desfiles de Armani tem o maravilhoso mega projetor que exibe fotos editoriais (nada Identikits!) dos looks, enquanto eles são desfilados, na parede altíssima da sala.

armani IMG_2941Telão com projeções no desfile da Armani ©Juliana Lopes

- Outro acontecimento característico dos desfiles de Armani: os aplausinhos. É difícil entender o porquê, e talvez seja algum amigo italiano que puxe as primeiras palmas, mas quase sempre nos desfiles da Armani o público aplaude determinados looks, como num programa de auditório. É além do cafona: é italiano , é autêntico e muito divertido. Armani também gosta de dar mimos aos seus convidados. Algumas grifes parecem ter desencanado de deixar presentinhos nas cadeiras, o que gera uma situação triste de ver: gente pegando o jabá da cadeira do outro, ou briguinhas de jabás no final. No desfile do Armani, as lembrancinhas continuam e dessa vez uma deliciosa caixa de chocolates assinadas.

famigliaA família Missoni ©Juliana Lopes

- Os desfiles da Missoni têm uma característica que reflete absolutamente o espírito familiar da marca. A família Missoni inteira, dos menores aos mais velhos, comparece. Todos vestindo Missoni, com seus ziguezagues coloridos. A herdeira Margherita também leva seus amigos, vão todos de Missoni. E a cunhada, a tia, os avós… Não à tôa, Angela Missoni já disse ao FFW que a moda é uma festa de família. Não à tôa essa mesma família presente no público do desfile também estrelou a campanha publicitária da marca. As apresentações costumam aproveitar a luz do dia. Não são noturnos como os da Versace, por exemplo.

street fashionIMG_3042Posso tirar uma foto sua? ©Juliana Lopes

- O ataque dos street-fashion fotógrafos virou um acontecimento social. Os filhotes de Scott Schuman estão se reproduzindo por cissiparidade, como amebas, e saem atacando pessoas com seus flashes. Alguns fotógrafos ainda mantêm o bom gosto e escolhas elegantes como Tamu McPherson, do All The Pretty Birds, que mora em Milão. Outros simplesmente se juntam em grupos que, em qualquer sinal de fashionismo, de alto ou baixo tom, disparam suas câmeras. Ai de quem passar com alguma coisa muito rasgada, moicano (…), ou qualquer pedaço de paetê amarrado no pescoço!

fotoMagros e deslumbrantes? Fashionistas de Milão vestem camiseta com frase do seriado “Absolutely Fabulous” em festa da marca Salvatore Ferragamo ©Juliana Lopes

Ir a festa do povo da moda em Milão significa encontrar um outro povo da moda, um povo dos bastidores ou mesmo os que querem ser da moda e orbitam em torno das grandes estrelas. Modelos e estilistas quase não dão as caras. Principalmente numa festa que começa às 22h30, sendo que no dia seguinte os desfiles começam às 9h30 (e tem que maquiar, pentear, armar a passarela…).

O interessante da festa da Ferragamo no Palazzo Mezza Notte, é ver a mesmíssima sala do desfile se transformar, algumas horas depois, em um outro mundo. Um mundo onde pessoas vestem camisetas escritas: “I’m thin and gorgeous!” (“Eu sou magra e deslumbrante!” Copiado de um texto do seriado americano “Absolutely Fabulous”, 1992).

+ Leia mais sobre Milão Verão 2011

FFW fashion digest: família Missoni, Pedro Lourenço, Lagerfeld e +!

28/07/2010

por | Moda

Depois das ótimas campanhas em parceria com os fotógrafos Ryan McGinley (inverno 2009) e Juergen Teller (verão 2010), a Missoni convidou o artista e cineasta Kenneth Anger para dirigir seus anúncios para o inverno 2010. Seguindo o modelo da última estação, o casting é novamente com membros da família da famosa marca italiana de tricô, mas agora numa infinidade de imagens sombrias e alucinógenas sobrepostas no melhor estilo do cineasta responsável por alguns dos maiores clássicos do cinema experimental dos anos 70.

__________________________________________________________________________________________

Deu na coluna da Mônica Bergamo, no jornal “Folha de S. Paulo” desta quarta-feira (28/07): Donatella Versace teria convidado o estilitsa Pedro Lourenço para assinar uma das linhas difusoras da Versace. A nota ainda afirma que Pedro nega a existência de tais negociações. A redação do FFW, contudo, apurou que o estilista brasileiro foi apenas conhecer a irmã de Gianni.

Vale lembrar que em março deste ano Pedro fez sua estreia nas passarelas parisienses com uma coleção que lhe rendeu críticas bem favoráveis, apontando o estilista como um talento para se acompanhar. Ao que tudo indica, o filho de Gloria Coelho e Reinaldo Lourenço deve repetir a dose nos desfiles para o verão 2011, que irão acontecer em outubro.

__________________________________________________________________________________________

Sofia Coppola pode estar trabalhando com a Dior mais uma vez. Pelo menos é isso que dizem os boatos correndo pela internet. Ao que tudo indica ela estaria dirigindo um comercial para marca com a atriz Natalie Portman _novo rosto dos perfumes Christian Dior_ e seu primo Robert Schwartzman. De acordo com notas publicadas na imprensa internacional Sofia teria sido vista filmando com os dois nas ruas de Paris.

__________________________________________________________________________________________

Karl Lagerfeld parece não ter gostado muito do mais recente filme sobre a vida de Coco Chanel _“Coco Chanel & Igor Stravinsky”. O motivo? Bem, ninguém sabe ao certo, mas segundo alguns blogs seria porque o diretor do filme não quis acolher os conselhos do kaiser sobre como deveria ser a atuação da atriz Anna Mouglalis.

#SemanadoDesign: ‘Design copiado é que deu certo’, diz Rosita Missoni

16/04/2010

por | Sem Categoria

Por Juliana Lopes, de Milão

A solidez da família Missoni parte de Ottavio e Rosita Missoni, fundadores da marca. Até 12 anos atrás era ela o alicerce da criação de moda “para vestir o corpo”. Assim que o comando foi entregue à sua filha, Angela Missoni, Rosita passou a dedicar-se a peças de decoração de interiores. Interiores para morar, passear, visitar. Na montanha, na cidade, na praia. Todas as cores, flores, listras e ziguezagues – agora também pixels, como um dos patterns – são pensados e “sentidos” por ela.

Em entrevista exclusiva ao FFW direto da Semana de Design de Milão, Rosita Missoni falou sobre criação, inspiração, referência e cópias.

Como foi a transição da moda para o décor?
Moda sempre foi nosso território. Nos afirmamos na criação da vestimenta, começamos assim e é nosso grande centro. Mas a moda está em tudo. Percebemos que nossa casa também era, no final das contas, uma casa de moda. E, há 12 anos, quando minha filha Angela assumiu a criação de moda da Missoni, eu fiquei bastante empolgada em começar a cuidar da coleção para a casa. As peças que tínhamos até então eram boas, mas apenas comerciais. Era algo que vendíamos, mas que não usaríamos, sabe? Então isso foi preciso mudar e hoje as peças de casa tem a mesma importância.

Você acredita que existe um limiar entre as duas searas?
A fronteira, na verdade, nunca existiu. Você pode perceber que estilistas colecionam design, respiram design. Na casa de estilistas sempre encontramos peças de coleção de design importantes, não é mesmo? Estamos rodeados por isso. Eu cresci num ambiente assim. Me acho sortuda por isso. Porque trabalho com beleza e me divirto.

A inspiração para o design de interiores vem do acervo de moda da Missoni?
Sim. E muitas vezes olhamos peças de coleções de roupas para transferir para a coleção de casa. Estamos sentadas agora em almofadas que têm estampa de uma das coleções masculinas passadas. O modo como crio e me inspiro continua sendo o mesmo.

rosita-missoni-ffw

E como é esse “modo de criar”? Qual o caminho?
(Suspira) Bem, o caminho está em tudo… São antenas que temos. E confio nas sensações que temos quando escolhemos as cores, os desenhos. Olhamos em volta, sabe? Quando começamos a desenvolver a moda para a casa muita gente copiou! Muita mesmo! De um lado você pensa que é chato. Claro, pode incomodar ver que as pessoas te copiam. Mas por outro lado, se alguém te copiou é porque é bom. E isso é uma confirmação. Design que foi copiado é porque deu certo.

MISSONI HOME
Viale Elvezia, 22
Milão, Itália

Acompanhe a hashtag #SemanadoDesign no perfil do FFW via Twitter.

A semana do design vai do dia 13 ao dia 19 de abril em Milão.

+ Informações sobre o Salão do Móvel de Milão: cosmit.it

+ Informações sobre o Fuorisalone: fuorisalone.it/2010

Direto de Milão: entrevistamos Ângela Missoni

19/01/2010

por | Gente, Moda

Enquanto acontece o SPFW aqui no Brasil, os holofotes internacionais se dividem entre a nossa semana de moda e os lançamentos masculinos de inverno que rolam em Milão. O portal FFW não poderia ficar de fora dessa cobertura: nossa correspondente local, a intrépida jornalista Juliana Lopes, envia conteúdos exclusivos direto do mundo de lá. Confira:

Por Juliana Lopes, de Milão para o FFW

Um clima de quermesse, gente de todas as idades confraternizando ao ar livre, rodeadas por plantas, aperitivos, drinks e, amarrando tudo isso, a moda da família Missoni. O lançamento da coleção masculina para o inverno 2010, durante a Semana de Moda Masculina em Milão, que terminou nesta terça-feira (19/01), foi uma apresentação num quintal sofisticado em um elegante bairro milanês, perto da Basílica de Sant’Ambrogio. O clima era de total informalidade: tanta que algumas pessoas subiram ao palco pra tirar foto ao lado dos meninos (!).

Modelos mostram nova coleção da Missoni, em festa em Milão
Modelos mostram nova coleção da Missoni, em festa em Milão

E, nas roupas, uma busca extrema por sobreposições, não só das peças em si, mas dos conceitos de confortável e elegante. Dentro de um limite comercial, mas bastante perfeccionista. Tricôs que vêm por cima de coletes estruturados de linho. Calças estreitas, retas, combinadas com cardigans volumosos e cachecóis infinitos. Gravatas aparentemente austeras, mas feitas com pontos propositadamente falhados.  A escolha pela cartela de cores parte do nude, o azul, o marrom, e tem alguns “pulos” para tonalidades mais altas. “Busquei um homem real”, diz Ângela Missoni, que assume o design da marca desde a década de 90. Ela cedeu entrevista ao FFW enquanto degustava seu drink:

As festas no interior do Brasil têm o mesmo clima dessa apresentação, com gente bebendo, comendo, crianças, jovens e idosos misturados no mesmo ambiente. A moda tem que ser assim?
A moda é uma festa de família! (A Missoni, de fato, é, como tradicionalmente nas industrias italianas, uma empresa familiar). A moda tem que ser acessível e ter o mesmo espírito intimista dos porta-retratos com fotos de nossos parentes. A Missoni desenha para três gerações. Meu pai (Ottavio Missoni, fundador da empresa) aos 89 anos fica feliz com o que veste. É claro que ele não quer se vestir como um jovenzinho, mas ele também quer se sentir contemporâneo.

Quando você diz que as pessoas têm vontades de ser contemporâneas, impossível não pensar: o que é contemporâneo agora?
Contemporâneo é o que é real.

A inspiração vem de um conforto das nossas origens?
Sim. Pensei na natureza, mas também nas culturas que se cruzam, por isso os patterns mais étnicos. Não sei dizer exatamente o caminho da criação mas no final encontra-se harmonia e é preciso ter harmonia sempre.

Super cachecóis e sobreposições na nova coleção da Missoni, apresentada em Milão
Super cachecóis e sobreposições na nova coleção da Missoni, apresentada em Milão

Vivienne Westwood agora na parede da sua casa

28/12/2009

por | Moda

papel de parede vivienne westwoodQuem diria que Vivienne Westwood – a estilista considerada “mãe da estética punk” e uma das criadoras mais ousadas da atualidade – iria se render às parcerias com empresas de design e decoração? Recentemente, Westwood fechou contrato com a Cole&Son (uma gigante do segmento no Reino Unido) para uma coleção de papéis de parede baseados em estampas de seus desfiles mais emblemáticos.

Ao todo, são três estampas retiradas de coleções antigas da estilista, como a icônica “Pirate Collection” (Inverno 1981, foto ao lado) ou, mais recentemente, a “I Am Expensive” (Verão 2007). O preço médio é de aproximadamente US$ 90 (aproximadamente R$ 156) para um rolo padrão (cerca de 5 m). Modelos mais elaborados, como uma estampa trompe l’oeil que simula o tartan envelhecido (o famoso xadrez britânico), já ficam ao redor dos US$300 (aproximadamente R$ 520/ 5 metros).

Parcerias entre moda e décor não são exatamente uma novidade. Vários estilistas já colaboraram com empresas de decoração e design, ampliando seu universo criativo para além das roupas.  Só aqui no Brasil, tivemos Alexandre Herchcovitch que já fez jogo de cama e cozinha; Adriana Barra com móveis;  Rita Wainer com seus abajures; e André Lima para a Micasa. Entre as internacionais, Diesel, Giorgio Armani, Kenzo, Missoni, Versace, Rick Owens e Paul Smith são algumas das marcas que diversificam sua variedade de produtos para outras searas que não o vestuário.

O assunto, contudo, gera polêmica entre estilistas e profissionais da área. Em 2008, durante uma palestra do Fashion Marketing (evento organizado pela consultora de estilo Gloria Kalil), Tufi Duek chegou a afirmar que o papel de um estilista não é só criar, mas também manter-se antenado com tudo o que acontece à sua volta. “Eu sempre fui um estilista do comércio”, afirmou ressaltando que o estilista deve se focar totalmente na elaboração de suas roupas para atender as demandas de seus consumidores. Em sua visão, quando um estilista começa a trabalhar em outras áreas,  esse foco no consumidor acaba sendo desviado e prejudica a identidade da marca.

Já para a diretora do Studio Berçot, Marie Rucki, o trabalho de um estilista se mostra realmente completo quando este consegue transbordar a sua identidade estética e universo criativo para outras áreas. Caso, por exemplo, de Christian Lacroix. O estilista, amante do barroco e rococó, já fez decoração de banheiro, de quarto de hotel, assentos de trem e até uniformes de aeromoças – sem perder a sua identidade. Hedi Slimane, quando migrou de diretor criativo da Dior Homme para fotografia, é outro bom exemplo. Toda a sua estética andrógina, rocker e cheia de emoção que marcava suas criações de moda podem agora ser identificadas em imagens retratos cheios de poesia.

Veja mais modelos de papéis de parede criados por Vivienne Westwood: cole-and-son.com

Fotos © Divulgação

Shopping Iguatemi recebe a primeira flagship Missoni na América Latina.

11/12/2009

por | Moda

1

Aconteceu ontem (12/10) no Shopping Iguatemi, em São Paulo a inauguração da primeira loja Missoni na América Latina. Com direito até a garrinha d´água customizada com as clássicas estampas em zigue-zague da marca, Vittorio e Margherita Missoni, receberam imprensa e convidados em sua primeira flagship brasileira, marcando o início da expansão da marca em território nacional.

Pensando não somente em moda, mas num verdadeiro life-style Missoni, a grife pretende abrir em 2012 mais uma filial de seu Hotel Missoni na ilha de Cajaíba, na Bahia, seguindo aquele mesmo conceito das unidades já existentes na Bélgica, Kwait e Inglaterra. Além disso, a Missoni já está com negociações fechadas para abrir em 2010, mais uma loja no Fashion Mall em Brasília. Palavras do próprio Vittorio Missoni, que recentemente assumiu ao lado de Angela Missoni (mãe de Margherita) o posto de CEO da empresa.

2

Aliás, empresa é uma das poucas do mercado de luxo ainda sob gestão familiar. O que isso significa? “Que não temos donos”, conta Vittorio para falar que todas as decisões tomadas na Missoni, são feitas não só pensando no dinheiro, mas na tradição e herança que uma das mais tradicionais marcas italianas acumulou ao longo dos seus 56 anos. Por outro lado “também não contamos com muitas ajudas internas”, complementa. “Mas o clima econômico ainda está muito incerto, então achamos melhor continuar dessa maneira investindo sempre na melhor qualidade possível e reforçando nossa tradição como marca de lifesytle”.

Conhecida por seus tricôs e estampas geométricas super coloridas, toda produção da Missoni é feita na Itália. “Somos totalmente made in Italy”, comenta Vittorio ressaltando também que são uma das poucas grifes que possuem tecelagem própria, mantendo controle sobre todos os processos de produção de suas roupas. Desde a produção de tecidos, até a confecção das roupas, tudo passa pelo crivo dos membros da família que hoje cuidam da gestão da empresa, mantendo aquele know how da moda italiana como uma de suas principais características. “Porque em tempos difíceis você precisa ter a melhor qualidade possível, e é nisso que investimos”.