Massive Attack lança videoclipe fantasmagórico e resgata o hit ‘Teardrop’

26/05/2010

por | Cultura Pop

Os ruivos estão na moda. Depois do apartheid da cantora M.I.A. em “Born Free”, o Massive Attack escalou uma protagonista de cabelos avermelhados para o vídeo de “Psych”, lançado via Pitchfork. A faixa faz parte de “Heligoland”, primeiro disco da dupla Grantley “Grant” Marshall e Robert Del Naja em sete anos.

Em clima de filme de terror (mistura de “Os Outros” com “O Iluminado”) a garotinha canta e permanece vagando enquanto é perseguida por fantasmas à moda antiga – ou seja, lençóis flutuantes com buracos no lugar dos olhos. O vídeo faz referência ao histórico clipe de “Teardrop”, hit do Massive Attack em 1998, onde a canção era dublada por um bebê ainda no útero em imagens de ultrassom.

O portal FFW recomenda: assista até o final.

Atualmente em turnê pelos EUA, os ingleses tocaram no programa do entrevistador Jimmy Kimmel a faixa “United States”, que faz parte de “Heligoland”. A surpresa foi a apresentação extra de “Teardrop”, que contou com a vocalista Marina Topley vestindo uma excêntrica máscara de roedor. Vale ver também:

+ Site oficial: massiveattack.com

+ Perfil no Twitter: twitter.com/MassiveAttackUK

+ Página no Facebook: facebook.com/massiveattack

+ Página no Myspace: myspace.com/massiveattack

+ Canal no You Tube: youtube.com/user/madotie

Massive Attack comenta clipes com exclusividade ao FFW!

17/03/2010

por | Cultura Pop

Ocupando o posto de inventor do trip-hop, o Massive Attack tem uma trajetória singular no universo da música pop. Atualmente uma dupla (Grantley “Grant” Marshall e Robert Del Naja), eles lançaram em fevereiro deste ano o “Heligoland”, seu quinto disco de estúdio.

Depois de liberarem na última semana o single “Saturdat Come Slow”, com participação de Damon Albarn (ex-Blur e atual Gorillaz), o duo concedeu entrevista ao portal FFW para falar sobre os videoclipes desta nova fase de trabalho: politicamente engajados, provocativos e sexualizados.

Confira:

“SATURDAY COME SLOW”

“Damon concordou em trabalhar conosco depois de dizer que não iria ser sugado por um vortex, e só ficaria por um período de duas semanas num esquema das 10h as 18h – e que só trabalharia com notas (musicais) altas, sem notas baixas de qualquer tipo! Claro que tudo isso mudou assim que chegamos lá”, contou Robert sobre a gravação da faixa.

Grant também confirma a genialidade do colaborador: “Uma vez que começamos as sessões, não houve mais essa de ‘olhar para trás’. Se tornou tão frutífero que parecia que se diminuíssemos o ritmo de trabalho, seria um desperdício. Ter Damon no estúdio nos cobrando foi um incentivo”.

“SPLITTING THE ATOM”

“Quando assistimos, achamos muito difícil de ver. Quando [o diretor] Bailey Wash sugeriu a ideia de filmar uma briga de touros, pareceu obviamente uma questão difícil e sensível, porque nós não concordamos com tortura ou crueldade. Claro que se alguém fica ofendido com o vídeo nós respondemos que estamos ofendidos também, e essa é realmente a intenção do videoclipe. É muito desconfortável, mas é algo que acontece o tempo todo e nós não estamos glamourizando a ideia, mas sim chamando atenção para ela”, conta Robert.

“PARADISE CIRCUS”

“Novamente uma ideia de Damon Albarn”, contou Grant. “É um trabalho brilhante. O surpreendente neste vídeo é que ele fica com você. E o depoimento da atriz – de que ela faria qualquer coisa para estar nas câmeras – foi dado há mais de três décadas. Enquadrado no ambiente cultural atual isso é incrível. O fato de nós estamos cercados por esse pensamento. As pessoas fazem qualquer coisa para aparecer, para estar na TV, e é isso que estava dominando as decisões dessa atriz na época, não importa o quão degradante ou estimulante fosse, essa era a razão para estar lá e é o elemento mais excitante para mim”.

+ Site oficial: massiveattack.com

+ Perfil no Twitter: twitter.com/MassiveAttackUK

+ Página no Facebook: facebook.com/massiveattack

+ Página no Myspace: myspace.com/massiveattack

+ Canal no You Tube: youtube.com/user/madotie

Massive Atack retorna, após sete anos, com álbum recheado de colaborações

04/01/2010

por | Cultura Pop

Dos Anos 90 para o futuro: o Massive Attack voltou com novo disco, colaboradores de peso, um videoclipe polêmico e, quem sabe, um show no Brasil. As lendas do trip-hop lançam no dia 8 de fevereiro de 2010 (via EMI) “Heligoland”, seu quinto álbum de estúdio em sete anos.

Durante o período em que estiveram afastados, o duo lançou apenas um EP, intitulado “Splitting The Atom”. O primeiro single, “Paradise Circus”, já ganhou um vídeo que pode ser classificado como “polêmico” – não assista no trabalho!

“Heligoland” é pautado por colaborações de peso, que incluem Damon Albarn (Blur), Tim Goldworthy (do selo DFA), o veterano do reggae Horance Andy, além de membros do Portishead, TV On The Radio e ex-membros do próprio MA, como Robert Del Naja e Grant Marshall. A surpresa é a reconcialiação com Tricky – produtor que os ajudou a inventar o trip-hop com o disco “Protection”, em 1994.

Massive_Attack_Heligoland

Capa de "Heligoland", fotogofrada por "Robert" e com arte de Tom H; o nome do disco faz alusão a um arquipélago alemão © Divulgação

As coisas mudaram entre nós e o Tricky. O vimos há algumas semanas em Paris e foi muito amigável. Nós o chamamos para participar desse álbum, e existe uma conversa para trabalharmos no próximo“, declararam ao site da NME. Para coroar o retorno triunfal, circulam rumores de que o Brasil estaria incluso na turnê de divulgação do novo disco, possivelmente com um show em março de 2010. Confira o tracklist abaixo:

01. Pray for Rain [ft.Tunde Adebimpe]
02. Babel [ft. Martina Topley-Bird]
03. Splitting The Atom [ft. Robert del Naja, Grant Marshall, and Horace Andy]
04. Girl I Love You [ft. Horace Andy]
05. Psyche [ft. Martina Topley-Bird]
06. Flat of the Blade [ft. Guy Garvey]
07. Paradise Circus [ft. Hope Sandoval]
08. Rush Minute [ft. Robert del Naja]
09. Saturday Come Slow [ft. Damon Albarn]
10. Atlas Air [ft. Robert del Naja]