Gisele & Co.: quem são as supermodelos que marcam presença nesta edição do SPFW

24/10/2013

por | Gente

Isabeli Fontana, Candice Swanepoel, Gisele Bündchen, Karlie Kloss e Carol Trentini ©Imaxtree/Reprodução

A partir desta segunda-feira (28.10), o SPFW inicia sua edição de Outono/Inverno 2014, que, pela segunda vez, acontece no Parque Villa-Lobos. Durante o evento, Gisele Bündchen retorna às passarelas brasileiras, trazida, mais uma vez, pela Colcci. Além dela, desfilam Candice Swanepoel, Karlie Kloss, Alice Dellal, Isabeli Fontana e Carol Trentini.

Gisele volta a representar a Colcci após dois anos de ausência, já que sua última aparição no SPFW foi em outubro de 2011, na temporada de Outono/Inverno 2011. A marca também já adiantou que a modelo protagoniza a próxima campanha. Como sempre, a presença da top deve causar e mil flashes de celular serão disparados durante suas entradas na passarela.

Já a sul-africana Candice Swanepoel, Angel da Victoria’s Secret, vem ao Brasil a convite da Forum, enquanto Karlie será, pela segunda vez, a estrela da Animale.

A Tufi Duek continua com Isabeli, que, inclusive, apareceu linda na última campanha da marca, e Carol Trentini participa, com exclusividade, do desfile da Ellus. Carol teve bebê recentemente e só vai aparecer mesmo nesta ocasião.

Alice Dellal, por sua vez, vem ao país para a apresentação de estreia da Pat Pat’s, marca capitaneada por Andréa Viera, filha de Patricia Viera. Alice e Andrea são primas de primeiro grau. O desfile  acontece na piscina do hotel Unique, no Jardim Paulista.

A presença dessas estrelas movimenta não só um buzz nas passarelas, mas também uma logística dentro do evento. Camarins especiais são montados para atender às supermodelos com privacidade. O esquema de segurança também é reforçado e quem mais trabalha é a equipe de assessoria de imprensa, que precisa pensar em agenda de entrevistas, coletivas, fotos.

+ “Tive todas as minhas melhores experiências no Brasil”, diz Candice Swanepoel

+ ”Usei minhas inseguranças para me fortalecer”, conta Karlie Kloss

Top 10 momentos fashion @ SPFW

22/01/2010

por | Moda

Terminou. Trinta e sete desfiles passados e mais uma edição do SPFW chega ao fim. Mas se você não conseguiu acompanhar tudo aqui com a gente preparamos um resumão com os principais acontecimentos desta 28ª edição do maior evento de moda da América Latina.

ROCK AND ROLL

A Cavalera deu o pontapé mais do que merecido na temporada paulista para o inverno 2010. Escolhendo a Galeria do Rock como locação, a grife reassumiu sua vocação rocker apresentando uma coleção 100% fiel aos seus consumidores. Jeanswear poderoso, alfaiataria despojada mais ainda e sucesso garantido. Tudo a ver com 2010, ano em que a marca comemora 15 anos de vida.

MODA CUBISTA

A Osklen mostrou imagens de moda cheias de impacto ao construir suas roupas da próxima estação num feltro de lã de espessura bem grossa. Pense na arte Cubista e o resultado é bem próximo, só que com a cara da marca carioca. Mais interessante ainda se pensarmos que o ponto de partida foram os verões passados da própria marca.

20.000 LÉGUAS SUBMARINAS

Beachwear e inverno não combinam muito. Mas ao mergulhar no mundo do underwear, Alexandre Herchcovitch, no comando da Rosa Chá, provou que não há estação certa para uma boa moda praia. Ainda mais quando as enseadas não são o único destino disponível – daí o flerte inteligente com a alfaiataria bem desconstruída.

DO LESTE EUROPEU

Alexandre Herchcovtich desfilou uma de suas melhores coleções. Talvez a mais amadurecida de todas. Cheia de elementos do Leste europeu a coleção vem cheia de produtos prontos para o consumo, dos mais assimiláveis aos mais comerciais, trazendo acabamentos, construções, volumes, tecidos e detalhes que mostram o estilista em sua melhor forma.

SOB NOVA DIREÇÃO

A história de uma das mais importantes marcas da moda brasileira passa agora a ser escrita por novas mãos. Em sua primeira coleção inteiramente sob direção de Eduardo Pombal, a Forum Tufi Duek dá continuidade à sua linguagem sofisticada, mas agora imprime um pouco mais da autoria do seu novo diretor.

MODA PERFORMÁTICA

A coleção pode ser complicada, mas não há como refutar o dom que Ronaldo Fraga tem para emocionar seu público. Dessa vez foi olhando para o trabalho da coreógrafa Pina Bausch que ele conseguiu novamente atingir a alma da plateia. Assim como a dançarina alemã, Ronaldo rompe os limites da passarela através de uma coleção misteriosa, com clima assustador e cheia de emoção.

PAUPERISMOS

Politicamente incorreta (neste caso não é uma coisa ruim) e cheia de energia, a Amapô retorna ao line up do SPFW com coleção inspirada nos moradores de rua. Com um jeanswear inteligente, alfaitaria toda desconstruída (ou seria reconstruída?), jogo de proporções inteligente e ótimo trabalho com zíperes, a dupla Carô Gold e Pitty Taliani reformam, de maneira extraordinária, o streetwear.

BAÚ DA MEMÓRIA

A Huis Clos merece destaque especial pela leveza com que trabalha formas e manipula tecidos. Clô Orozco fala de uma sensaulidade nada óbvia, sem precisar de maxi decotes ou formas ultra justas, mas utilizando tecidos finos e pequenas franjas para revelar a pele com o caminhar das modelos.

JOGANDO COM A MORTE

Inspirado no filme “O Sétimo Selo”, do diretor sueco Ingmar Bergman, Alexandre Herchvotich transformou seus modelos em caveiras e elevou a moda masculina nacional a um patamar totalmente superior. Alfaiataria impecável, radares ligados no que há de mais atual no segmento e, claro, toda a sua identidade pessoal e intransferível.

DO ESTILISTA

Dando a volta por cima, Marcelo Sommer retorna às passarelas do SPFW com coleção emocionante falando sobre a domesticação da vida e a falta de liberdade que aprisiona o espirítio humano. Com passarela cheia de amigos, mostrou que existe amizade na moda. E mais que isso, mostrou que continua sendo um dos grandes talentos da moda nacional.

Radar FFW: saias tulipa afloram como tendência do inverno

20/01/2010

por | Moda

Fazia tempo que um tipo específico de peça não aparecia com tanta freqüência numa temporada de moda. Aliás, há quem diga que as “tendências, que haviam caído em desuso nos últimos anos, estão de volta.

O inverno 2010 já tem uma saia predileta: as tulipas. São aqueles modelos com pregas logo abaixo do cós, gerando volume delicado na parte de cima que fica mais seca à medida que se aproxima da barra.

saias-tulipasSaias “tulipa” da Cori, Maria Garcia, Forum Tufi Duek e Reinaldo Lourenço © Agência Fotosite

O modelo, criado pelo estilista francês Pierre Cardin em 1957, já apareceu com força total no Fashion Rio, onde ganhou uma pequena alteração: um ajuste (às vezes elástico) na barra aumentando ainda mais o volume na região do quadril. Agora, no SPFW, a peça volta a ser protagonista nas coleções. As vezes com pequenas alterações na sua forma original, pode ser de maneira mais feminina e romântica, como na Maria Garcia; mais prática, como nas versões de alfaiataria da Cori; ou então com aspecto mais rígido e geométrico, como nos modelos de couro da Forum Tufi Duek.

Mas tomem cuidado: as saias ‘tulipa” podem ser perigosas. Como adicionam volume à região do quadril, elas0 ressaltam justamente a região do corpo onde as brasileiras são mais vulneráveis, podendo aumentar ainda mais cinturas, bumbuns e coxas. Fica a dica.

O furacão Lara Stone passa pelo SPFW, mas não deixa rastros

19/01/2010

por | Gente

Quatro obstáculos, duas horas de espera, um camarim, 3 perguntas, uma modelo: eis o resumo da passagem de Lara Stone pela Bienal.

A top chegou com uma entourage formada pelo namorado, pelo empresário e por mais três assessores de imprensa nacionais e, um pouco atordoada pelo número de pessoas que tiravam suas fotos, foi rapidamente isolada em uma sala particular no backstage da Forum Tufi Duek.

lara-stone-forumLara Stone ao final do desfile da Forum Tufi Duek: a cara de choque pode ser resultado do tratamento de diva que recebeu dos assessores ©Agência Fotosite

Pelo entra-e-sai do espaço, alguém de fora poderia imaginar algo como: Lara estava com frio, então chegaram roupas. Lara estava com preguiça, então chegou uma camareira para vesti-la. Lara estava com fome, então chegou comida. Lara foi ao banheiro, então todo mundo foi acompanhá-la (este é fato). Lara estava solitária, então chegaram fotógrafos, diretores, maquiadores e outros mil.

“Não sei quando percebi o sucesso, na verdade. Acho que foi quando ganhei um guarda-costas. Achei exagerado, mas agora penso que foi uma boa ideia.” Isso, ela explicou, aconteceu ontem.

Quando chegou afinal o glorioso e semi-exclusivo meio minuto do FFW com a favorita de Carine Roitfeld, foi tão rápido que mal deu para reparar nas ações da holandesa fora das passarelas, exceto sua evidente timidez diante da imprensa – câmeras eram terminantemente proibidas.

“Adoraria ter uma família e ser uma dona-de-casa, e logo”, disse antes de beijar o namorado, o comediante David Williams. Planos simples para alguém que, aos 26 anos, quebrou paradigmas em uma das indústrias mais competitivas do mundo.

Com a top Lara Stone no casting, Forum desfila seu inverno

Veja as fotos, leia a análise e assista ao vídeo do desfile ForumTufi Duek Inverno 2010.

Lara Stone + Cole Mohr: conheça a dupla que deve vir ao Brasil

30/12/2009

por | Gente

Como já havia sido divulgado anteriormente, a top Lara Stone virá ao Brasil em janeiro de 2010 desfilar para a Forum Tufi Duek durante o SPFW. O que pouca gente sabe é que a Aüslander, grife de Ricardo Brautigam que desfila no Fashion Rio, estaria negociando a vinda do modelo masculino mais querido entre os fashionistas do mundo inteiro: o texano Cole Mohr.

Com uma certeza numa mão (Lara) e um boato na outra (Cole), o portal FFW traça um perfil desses dois nomes que, por serem totalmente fora do perfil do mercado (ele super andrógino e ela levemente gordinha), se tornaram referências de estilo dentro e fora das passarelas e revistas de moda. E mais: ambos confirmam a tese de que hoje em dia, ter só um rostinho bonito não basta.

LARA STONE

Lara para a revista Glamour, em 2005 © Reprodução
Lara para a revista Glamour, em 2005 © Reprodução

Holandesa, 26 anos, começou a carreira em 1999 participando de um concurso da agência Elite. É um mix de Brigitte Bardot, Kate Moss, Gretta Garbo e um pouco de genética misturada do pai inglês com a mãe holandesa. Tentou se enquadrar dentro dos padrões do mundo da moda e não conseguiu, chegando a pensar em desistir da carreira de modelo. Foi quando conheceu um agente da IMG e entrou para o casting da agência. Depois de virar queridinha da editora Carine Roitfeld da “Vogue Paris” e de Ricardo Tisci da Givenchy, Cathy Horyn (crítica de moda do “New York Times”) dá o veredicto: “Lara é a antimodelo, por conta do corpo avantajado”. A modelo, por sua vez, desabafa: “Eles falam que você está com curvas, mas você sabe que isso significa que você está gorda!”.

Lara para a revista Glamour, em 2005 © Reprodução
Lara com Jamie Dorman na última edição da revista i-D © Alasdair McLellan
Negra na Vogue Paris por Steven Klein © Reprodução
Negra na Vogue Paris por Steven Klein © Reprodução

Eleita a garota do ano pela “Vogue UK”, Lara está em seu melhor momento: é a nova garota-propaganda da Louis Vuitton, em fotos de Steven Meisel, ocupando assim o lugar que pertencia à ninguém menos que Madonna. Mas não é a primeira vez que isso acontece, afinal, em 2007, Lara tomou de Kate Moss o posto de garota-propaganda da Calvin Klein.

Abaixo, Lara e Baptiste Giacobini no curta-metragem da Chanel dirigido por Karl Lagerfeld:

Camaleoa, virou negra esse ano em editorial da “Vogue Paris”, revista que dedicou uma edição inteira para ela em 2008. Já no começo de 2010, ela estampa a capa da terceira edição da revista “LOVE”, de Katie Grand. Em entrevista à “Vogue Hommes International”, Lara dá a receita do seu homem perfeito: “Seria um mix de Johnny Depp, Clive Owen e Olivier Martinez”. Pra terminar, ela odeia que a chamem de fofa. Recado dado, garota de personalidade forte.

Encarnando a freira sexy em editorial da Vogue Paris pro Cedric Buchet © Reprodução
Encarnando a freira sexy em editorial da Vogue Paris pro Cedric Buchet © Reprodução

COLE MOHR

Cole em polaroid da agência Re:Quest ©Samuel Zakuto
Cole em polaroid da agência Re:Quest ©Samuel Zakuto

Nasceu no estado do Texas (EUA), tem 23 anos e começou a carreira em 2006 desfilando para a Dior Homme e, por causa disso, acabou caindo nas graças de Hedi Slimane, então estilista da marca que acabou transformando Cole na imagem perfeita do novo homem da grife: magro, andrógino, cheio de atitude e com pegada rocker. Depois disso não parou: virou referência de estilo para os modernos e para o mercado de modelos, que começou a selecionar cada vez mais meninos tatuados e exóticos para seus castings. Em 2007, encarnou o diabo para a revista “V” ao lado da brasileira Raquel Zimmermann, em fotos de David Sims. Foi um dos editoriais mais impactantes daquele ano.

Com a namorada, a stylista Stella Greenspan, para a Contributing Editor  © Reprodução
Com a namorada, a stylist Stella Greenspan, para a Contributing Editor © Reprodução
Como o diabo em editorial para a V Magazine, em 2008
Como o diabo em editorial para a “V Magazine”, em 2008 © David Sims

Em 2008, foi estrela da “Arena Homme”, aparecendo em editorial com seu amigo e também modelo Luke Worral, em fotos de Juergen Teller, o mesmo que o fotografou para a campanha de Marc Jacobs (também em 2008), causando polêmica com imagens que mostravam Cole super à vontade usando vestidos e peças femininas da marca. Em 2009, na lista dos modelos masculinos mais bem pagos da Forbes, apareceu entre os 10 primeiros. De acordo com o jornalista Lula Rodrigues, especialista em moda masculina do jornal “O Globo” (veja o post aqui), Cole Mohr “é o modelo de homem do século 21″.

Alguém dúvida? Abaixo, Cole Mohr nos bastidores da campanha da Barney’s:

CO-OP Barneys New York Premium Denim Fall ’09 from Neeko Arguedas on Vimeo.