Em família: Paul e Stella McCartney juntos em novo projeto cultural

23/09/2011

por | Cultura Pop

115281327BS021_A_Life_In_PhPaul e Stella estreiam no ballet ©Reprodução

Nesta quinta-feira (22.09) o New York City Ballet estreou “Ocean’s Kingdom”, primeiro espetáculo de balé com músicas compostas por Paul McCartney. Parte do negócio se manteve em família: a filha Stella é quem assina o figurino. Ela ficou cerca de um ano trabalhando no projeto e conseguiu manter o processo em segredo. Stella criou trajes românticos e sofisticados, bem ao seu estilo, tanto que há elementos parecidos com sua coleção de Verão 2012. Cores de água (muito azul e verde) e formas fluídas aparecem nas roupas das personagens femininas. Os bailarinos ganham linhas geométricas e padronagens que lembram tatuagens, com uma cara bem contemporânea. A responsável pela beleza do espetáculo é Pat McGrath, uma das maquiadoras mais cobiçadas do mundo fashion. Time de peso ou não?

croquis-ballet

Croquis do figurino assinado por Stella McCartney ©Reprodução

A coreografia ficou a cargo de Peter Martin. No vídeo abaixo dá para ver um pouco dos bastidores da apresentação e também algumas cenas do trabalho de Stella.

O espetáculo fica em cartaz em Nova York, nos dias 25, 27 e 29 de setembro e volta em 2012, nos dias 19, 21, 24, 27 e 29 de janeiro. Ele não será transmitido pela web, mas a partir de 3 de outubro, o CD e DVD da apresentação estarão à venda.

A noite de estreia reuniu personalidades da música e do cinema, como as atrizes Liv Tyler, Sarah Jessica Parker e Naomi Watts.

red-carpetFamosas na première ©Reprodução

João Pimenta leva a moda para a dança e a dança para a moda

05/05/2011

por | Sem Categoria

PARAISO PERDIDO - Jorge Etecheber - sao jose 2011 016Imagem do espetáculo “Paraíso Perdido” ©Jorge Etecheber/Divulgação

Pouco tempo antes de mostrar sua coleção na SPFW, que começa no dia 13 de junho, o estilista João Pimenta se joga em um projeto tão trabalhoso quanto.

João assina o figurino do espetáculo “Paraíso Perdido”, do Balé da Cidade, que estreiou  na quinta, 05.05. A dança é coreografada pelo bailarino grego top Andonis Foniadakis.

Essa não é a primeira vez que o estilista trabalha com dança contemporânea, mas certamente, é a primeira desta envergadura. “É muita gente, muito figurino, tudo super bem elaborado… Deu bastante trabalho”, diz ao FFW.

bosch-garden-of-earthly-delights“O Jardim das Delícias”, de Bosch, o ponto de partida do Balé da Cidade ©Reprodução

O ponto de partida do coreógrafo – e de toda a equipe – é a obra “O Jardim das Delícias”, um dos mais conhecidos do artista Hieronymus Bosch (1450 – 1516). João estudava, tinha as ideias e então mostrava para Andonis via Skype. E assim foi, até o coreógrafo chegar a São Paulo. Figurino aprovado, eles tiveram apenas 20 dias para produzir tudo. Melhor dizendo, 20 dias para produzir 140 figurinos ultra elaborados. “Trabalhamos com o surreal, com modelagens diferenciadas, muitas plumas, bordados, rendas. O processo exigiu muito da parte criativa e da execução”, ele conta.

Agora, com o trabalho concluído, além de alívio, Pimenta sente orgulho de ter participado do projeto e da convivência, mesmo que rápida, com um coreógrafo de nível internacional: “Achei que seria complicado no início, mas estávamos na mesma linguagem e ele tem um super know-how, que deixa a gente seguro”.

Andonis aproveitou algumas pitadas das coleções de João Pimenta, já que o estilista também aborda questões que aparecem no trabalho de Bosch, como a religiosidade e a sexualidade, bem visíveis em “O Jardim das Delícias”.  “O espetáculo também tem homens vestidos de freiras, saias plissadas… Aproveitamos muitas ideias de desfiles passados. Acho que foi a visibilidade do evento (SPFW) que fez com eles enxergassem que eu poderia executar esse trabalho”, João opina.

PARAISO PERDIDO - Jorge Etecheber - sao jose 2011 042Imagem do espetáculo “Paraíso Perdido” ©Jorge Etecheber/Divulgação

Agora, Pimenta segue o caminho inverso e leva sua experiência no ballet para sua coleção de Verão, que ele mostra em junho: “A pesquisa que fiz serve pro meu trabalho de moda. Essa experiência com a dança me deu vontade de fazer uma coisa relacionada ao conforto, às necessidades do corpo. Estou focando muito na roupa e pela primeira vez estou pensando na estação. A coleção tem uma fluidez, lida com a questão da leveza, do corpo. Estou pensando no verão mesmo.”

Paraíso Perdido
De 5 a 8 de maio de 2011
Sesc Vila Mariana
Informações: (11) 5080-3000

A nova fase de Fabia Bercsek: figurino de ballet, site, videoarte e +!

12/04/2011

por | Gente

fabia-bercsek©Hugo Toni/FFW

Após um ano low-profile, depois de descontinuar sua marca, a estilista (e ilustradora, artista, atriz, videomaker) Fabia Bercsek marca seu retorno em grande estilo. Fabia, ou Fackya (nome ao qual ela aderiu nesta nova fase) assinou o figurino do novo espetáculo da coreógrafa e bailarina Deborah Colker. “Tatyana” é uma versão dançada do romance “Eugênio Oneguin”, escrito pelo escritor russo Aleksandr Pushkin, no século 19. A atmosfera de romance do poeta romântico foi a principal inspiração. “O figurino foi todo criado com o romantismo, dândi e homem do campo”, afirmou Fabia ao FFW.

O trabalho com o figurino do espetáculo começou no final do ano passado. “Quando cheguei, o espetáculo já estava praticamente montado, eles já estavam ensaiando há quatro meses”, conta. A indicação veio de Carlos Pazetto, produtor de eventos. “Eles se identificaram com meu trabalho, viram que tinha a ver com a história que a companhia estava contando. Tive que entrar no universo da dança, foi uma nova descoberta, um momento de lidar com a roupa novamente, com a vestimenta em outro suporte, que é a dança, o ballet”.

ballet-deborah-colkerO espetáculo já foi apresentado no Festival de Teatro de Curitiba, mas a estréia oficial será no dia 25 de maio, no Theatro Municipal do Rio ©Reprodução/Bruno Tetto

Fabia revelou que já fez figurino, mas desta vez foi diferente. “Ando fazendo o figurino da [cantora] Lovefoxx nos seus últimos shows, mas na dança é diferente, não pode atrapalhar os passos, se o tecido voa ou não, tudo faz diferença. A movimentação, o esporte, a forma como a roupa se comporta, a personalidade da roupa em si… Foi um trabalho muito desafiador para mim”, ela afirma.

A artista define esta nova fase como um marco em sua carreira. No último sábado (09.04), seu novo site foi ao ar, com um vídeo idealizado e protagonizado pela própria. “Acabei de lançar meu site com um ‘vídeo comunicação’, com figurino, styling e atuação bem próprios. Estou me reposicionando, mas nunca abandonei a moda”, garante.

ultimo-desfile-da-fabiaO último desfile de Fabia no SPFW ©Agência Fotosite

Ela lançará coleções pockets, mas sem o compromisso de desfilar na temporada de moda. A partir do dia 09 de maio, os órfãos da marca FB poderão conferir a primeira leva de peças — feitas da maneira mais artesanal possível — e comprá-las pela internet. “Quero explorar a internet como campo gráfico, de comunicação e que vai me ajudar a trabalhar com uma moda mais personalizada. O que eu quero atingir com as vendas não é nada grandioso, mas quero comunicar meu trabalho grandiosamente. Minha visão, meu trabalho e por consequência, as roupas, pinturas ou ilustrações, até as performances. Estou me amarrando a tudo o que gosto e sempre quis fazer”.

video-fabiaImagem do novo site da artista ©Reprodução

Fabia quer aproveitar esse recomeço para colocar mais sua mão em suas criações. “Quero eu mesma estampar, bordar e tricotar as peças. Foi isso que fez eu me destacar no começo e pretendo retomar isso. Meu trabalho vai voltar a ser a verdade física de que a arte e a moda podem existir e caminhar juntas”. Bem vinda de volta!