De olhos nada fechados: beleza carregada

20/01/2010

por | Beleza

Embora um número significativo de belezas desfiladas nessa temporada tenha sido mais simples, do tipo pele-corrigida-e-rímel, olhos carregados não deixaram de aparecer, principalmente quando a inspiração é a mítica “mulher poderosa” dos releases.

Uma das consequências dessa preferência é a tendência das sobrancelhas apagadas, que destacam mais o olhar.

spfw-journal-olhos-fortesAs três capas do SPFW Journal mostram sintonia com as passarelas: destaque para os olhos fortes ©Divulgação

Dentre os olhos fortes apresentados, a principal diferença não é o formato (até as sobrancelhas, em volta do olho, puxando para as têmporas), mas a intensidade da sombra.

E o tom não precisa ser preto ou marrom: a Acquastudio, por exemplo, fez um belo trabalho com a cor laranja.

olhos-fortes-maisOlhos mais carregados: New Order (e), Fabia Bercsek e Acquastudio ©André Conti/Agência Fotosite

olhos-fortes-menosE os olhos menos carregados: Ellus (e), Iódice e Triton ©André Conti/Agência Fotosite

Huis Clos revira baú da memória em busca do inverno perfeito

20/01/2010

por | Moda

Veja fotos, leia a análise e assista ao vídeo do desfile Huis Clos inverno 2010.

Uma rapidinha com… Fernanda Lima!

20/01/2010

por | Gente

De passagem relâmpago pelo SPFW, Fernanda Lima veio ao evento só pra desfilar na passarela da Amapô. Modelo veterana, ela chegou 5 minutos antes do desfile começar e conseguiu provar a roupa, ser maquiada, fazer o cabelo, dar entrevistas e tirar fotos antes de entrar na passarela.

No meio disso tudo, o portal FFW falou com ela:

Clipboard01Fernanda Lima no backstage da Amapô: modelo dinâmica © Acervo FFW

Amor ou sexo?
Amor.

TV ou passarela?
Ah, essa é fácil: TV.

O desfile mais absurdo?
Amapô, é claro!

Um herói?
Pica-pau. Gosto da risada dele.

Ritual diário?
Rolar no chão com as minhas crianças.

Palavra favorita?
“Caralho!”

Talento escondido?
Costura. Sei fazer barra, pregar botão, sou boa de tesoura.

Virtude que admira num homem?
Discrição.

Virtude que admira numa mulher?
Também!

3 coisas essenciais:
Silêncio.
Dias nublados.
Chimarrão.

Liquidificadoido da Amapô mixa jogo de proporções

20/01/2010

por | Moda

Veja as fotos, leia a resenha e assista ao vídeo do desfile Amapô inverno 2010.

Direto de Milão: os sexy boys de Galliano

20/01/2010

por | Moda

Festa-lançamento da coleção do Galliano! Na zona Montenapoleone, epicentro do luxo italiano. Vinhos a rodo, energéticos, pipoca, modelos com cerveja na mão, fila no banheiro, gente montada. Galliano não foi porque estava  preparando o desfile da Dior em Paris.

Festa-lançamento da nova coleção masculina de Galliano / foto Juliana Lopes
Modelos bebem e fazem carão na festa de Galliano / foto Juliana Lopes

Mas foi como se John Galliano estivesse lá, seu entourage presente com looks absurdos e os modelos circulando livremente, ora se misturando à plateia, ora curtindo um momento go-go boy em banquinhos que giravam, ou em cima de estruturas tipo amplificadores. Luzes vermelhas, velas, DJs em performance. O inferninho durou umas 4 horas e agitou a Via Sant’Andrea, reduto dos shows-rooms finos da cidade.

Decoração do desfile-inferninho da grife casual de Galliano, no centro de Milão / foto Juliana Lopes
Decoração do desfile-inferninho da grife casual de Galliano, no centro de Milão / foto Juliana Lopes

A ideia da coleção está no que Galliano vestia, ou vestiria,  aos 20 anos de idade: fuçando em mercados, pegando uma peça de cada brechó, misturando tudo, sobrepondo coisas, usando dois cintos (e mesmo assim as calças prestes a cairem).  Street fashion com mistura de estampas, zero pretensiosa, bastante carregada como pensou o estilista para a sua segunda linha, casual. A primeira linha do estilista, chamada “John Galliano”, respeita propostas mais austeras.

De peito de fora o tempo inteiro, o modelo californiano Julian Schratter era o menos vestido e mesmo assim protagonizou a figura hot da festa-fashion. Confira porquê:

julian para galliano
O modelo Julian e sua presença sexy, para a grife Galliano (foto: Juliana Lopes)

.

Sopa de letras, dobraduras e geometrias de Erika Ikezili

20/01/2010

por | Moda

Veja as fotos, leia a análise e assista ao vídeo do desfile Erika Ikezili inverno 2010.

Gloria Coelho estende sua viagem interplanetária no inverno 2010

20/01/2010

por | Moda

Veja as fotos, leia a análise e assista ao vídeo do desfile Gloria Coelho inverno 2010.

Maneco Quinderé avisa: “A gente não precisa de tanta luz pra viver”

20/01/2010

por | Gente

Um dos iluminadores mais reconhecidos do Brasil – ele cuida dos shows de Maria Bethânia, a diva mais exigente da MPB – Manoel Castelo Branco Neto, aka Maneco Quinderé, também tem um pé fincado em solo fashion. “Comecei como assistente de iluminação. Peguei meu primeiro desfile em 1984, quando essas coisas aconteciam no Copacabana Palace e no Hotel Nacional, no Rio de Janeiro. Depois disso a coisa deslanchou”, relembra.

Nesta edição do SPFW, ele já assinou dois grandes desfiles: Forum Tufi Duek e Triton.

E descolou tempo pra falar com o portal FFW:

Clipboard01

Qual é a diferença entre iluminar um desfile e um show?
Num show não há preocupação com a fotografia. O produto do show é outro. A luz de um show deve emocionar com o mesmo princípio do som, um elemento sensorial que cria uma história. No desfile a coisa é mais técnica.

Quais os desafios de iluminar um desfile?
Acredito que o desfile seja “o novo show”. Nele, você tem um produto (a roupa) que deve ser mostrado. A emoção vem com a trilha, através do cenário. Na iluminação, você tem que saber a medida certa para três mídias diferentes: a pessoa que está na plateia, a foto que vai ser tirada e o vídeo que vai ser extraído.

IMG_7843Detalhe do cenário e iluminação (by Maneco Quinderé) do desfile da Triton inverno 2010 © Agência Fotosite

Existem coleções mais difíceis de iluminar? E como você contorna esses problemas?
[É mais difícil] Quando existem muitos detalhes, muitos bordados nas roupas. Fiz um desfile do Reinaldo Lourenço onde a coleção era toda preta com aplicações. Tivemos que estourar um pouco a luz, brincar com uma “supremacia do branco” para mostrar bem a roupa.

Quem você prioriza na hora de iluminar um desfile: o fotógrafo, o estilista, o videomaker ou os convidados?
Eu respondo ao meu diretor de arte. Procuro realizar a imagem que ele imagina. Então depende do que ele vai querer trazer à tona.

Quem são os grandes iluminadores você apontaria no Brasil e no mundo?
É muito difícil dizer. Tem muita gente jovem fazendo coisas bacanas, mas acho importante nomear caras que abriram portas como Jorginho de Carvalho e Peter Gasper. Fora do Brasil, admiro muito o trabalho de Jules Fischer e um inglês chamado Richard Philbrown.

Você já passou por algum episódio em que a luz salvou o show?
Aqui no SPFW, sim. Uma vez aconteceu isso num desfile em que houve um problema com o cenário. Não era culpa de ninguém, mas tivemos que arrancar (literalmente!) o cenário na última hora. O legal foi que, quando o cenário sumiu, tudo cresceu. A luz ocupou o lugar dele.

forum-verao-2009Desfile de Verão 2009 da Forum: um problema com o cenário colocou a luz de Maneco Quinderé em foco © Agência Fotosite

Como é a iluminação da sua casa?
Eu também sou designer de luminárias, então tenho algumas das minhas criações espalhadas pela casa. Mas tem bem pouca coisa. Acho que a gente não necessita de tanta luz pra viver.

Site oficial: manecoquindere.com.br

Pop 5 por… Renato de Cara!

20/01/2010

por | Gente

Ele é mesmo “o cara”. Com a cabeça sempre no dia depois de amanhã, o fotógrafo, curador de arte e proprietário da Galeria Mezanino (Rua Haddock Lobo, 1.151, Fundos) Renato de Cara aproveitou uma brecha entre as correrias dos backstages (ele está clicando para a edição “coleções” da revista MAG!) para conhecer as novidades da Pop Up.

Leitura de cabeceira? “Além de amar livros e revistas, esta edição do “Extreme Beauty in Vogue” é uma referência para o meu trabalho”.  Por R$169 na Roteiro Revistaria.

DSC_5762Caras e bocas ©Priscilla Vilariño/FFW

Um ângulo? “Este manequim é incrível. Adoro bonecos, em especial manequim de época como esse”. Na Desmobilia Sandri, R$ 1.300

DSC_5767Brincadeira de estátua ©Priscilla Vilariño/FFW

Para descansar? “A almofada Besouro, que tem este bordado supertrabalhado”, da Loja do Bispo, R$560

DSC_5771Almofadinha Besouro ©Priscilla Vilariño/FFW

Uma cena diferente?
“O design surrealista impressiona qualquer um, caso dessa Cadeira Horse, do Studio Dupla”. Por R$ 1.000,00

DSC_5782Versão rabo de cavalo ©Priscilla Vilariño/FFW

Renato por Renato? “Versatilidade, design e utilidade, tudo ao mesmo tempo”. Mesa/Carrinho Madeira, l’oeil, por R$3.269

DSC_5781Um carrinho cheio de estilo ©Priscilla Vilariño/FFW

Colaborou Bianca Pelliciari

Produção Lêda Villas Bôas

Astróloga de Gloria Coelho revela: mapa favorece a estilista

20/01/2010

por | Gente, Moda

Uma das características da estilista Gloria Coelho é sua pontualidade quanto ao horário do desfile. Devota da astróloga Lydia Vainer, assim como o ex-marido Reinaldo Lourenço, Gloria segue todos os passos do mapa astral criado especialmente para ela.

Ficou curioso sobre o processo? O FFW conversou com Lydia:

Que técnica você usa para fazer a consulta astrológica?
Utilizo o cálculo do mapa astrológico e, com o mapa natal nas mãos (ou melhor, no computador), analiso os principais aspectos. Relaciono o céu hoje com o mapa da pessoa, a progressão e a revolução solar – essas são três técnicas de previsão. Mas, na realidade, a arte da interpretação é saber avaliar o que cada aspecto tem na vida do indivíduo, e isso é intuição e empatia com a pessoa que está se consultando. É impossivel de ensinar. Até tento com meus alunos, mas é um dom.

Como é seu processo de trabalho com Gloria Coelho?
Conheço e trabalho com a Gloria há anos, desde antes do Pedro [Lourenço] nascer, e faço o mapa dos desfiles dela assim como momentos melhores para a criação e lançamento de coleção, escolha e análise do potencial de pessoas que trabalham com ela. A Gloria quer entender sempre o por quê de tais dias, o que têm de diferente dos outros… A escolha de horário é uma técnica da astrologia em que se elege um horário de nascimento para qualquer tipo de evento. Assim como se tem o mapa natal baseado no dia e na hora de nascimento do indivíduo, o que dá a ele certas características específicas, temos o mapa do nascimento de um evento com as características daquela fatia de tempo e espaço no céu.

Qual é a característica mais marcante do mapa da Gloria e por que?
A Gloria nasceu com uma mapa privilegiado que mescla intensamente sensibilidade, criatividade, perfeccionismo, profissionalismo, requinte e uma aguçada visão espacial. Uma das razões disso é ter três planetas no seu mapa “domiciliados”, o que quer dizer planetas nos signos que eles regem – no caso da Gloria, a lua em câncer, o sol em leão, e mercúrio em virgem. Essa configuração é bem rara e, em conjunto com outros aspecto do mapa, confere genialidade e originalidade únicas à Gloria.

Que planetas mais influenciam um desfile de moda?
O desfile é influenciado por Vênus, que rege a beleza, a estética, o senso de harmonia, a confecção de roupas, maquiagem, a escolha das modelos e todos os aparatos necessários para que um desfile aconteça. Mercúrio também é importante uma vez que rege a concepção intelectual de uma coleção e principalmente a imprensa e a crítica. Na verdade, cada planeta tem um papel importante no desflle. Netuno, por exemplo, rege a música e o clima geral que a apresentação causa nas pessoas.

Você acredita em horóscopo fashion, aquele no qual peças de roupa são sugeridas para determinado signo?
Acredito e vejo que cada signo tem uma certa preferência por um estilo de roupa. Por exemplo, Capricórnio gosta de roupas mais discretas, em cores neutras como o bege, marrom e areia. Aquário tem um desprendimento quanto ao seu visual, topa fazer combinações inusitadas. Cada signo projeta na escolha de roupas sua personalidade, assim como cada estilista projeta em suas coleções as características de seu mapa natal. Fiz um estudo profundo de alguns estilistas, tanto brasileiros como internacionais, e é impressionante como suas roupas falam de seu mapa e principalmente de como seu mapa está num determinado momento.

Você lê os trabalhos de outros astrólogos?
Leio os trabalhos de muitos astrólogos brasileiros e internacionais. Tenho só uma cabeça com uma configuração específica, portanto gosto de ler o que outras cabeças pensam de um saber tão vasto e profundo como astrologia.

O fim do mundo será 2012?
Se olharmos o que aconteceu no Haiti, podemos pensar que 2012 se adiantou por dois anos. Não acredito nessa história. O mapa em 2010, principalmente nos meses de junho, julho e agosto, está muito mais tenso de que qualquer mês de 2012.

+ twitter.com/lydiavainer

Durante o SPFW, fashionistas só conseguem sonhar com moda

20/01/2010

por | Gente

Pra quem trabalha com moda, o SPFW é um intensivão. São seis dias de evento trabalhando muito, dormindo pouco e, eventualmente, levando a moda para o travesseiro.

O portal FFW foi descobrir quais são os sonhos (ou pesadelos) que invadem o sono dos fashionistas.

Clipboard01

Camila Yahn, jornalista
“Sonhei que estava fazendo uma foto com a Carol Trentini e de repente a Kate Moss aparecia querendo fazer parte do editorial. Eu dava mais atenção para a Kate, andava de mãos dadas com ela… Mas fiquei super preocupada com a Carol”.

MASauve

Chialin Chiang, stylist
“Uma vez sonhei com a stylist Marie-Amelie Sauve. Ela gritava comigo no backstage da Balenciaga e eu tinha que sair [risos]“.

mod

Florian Blot, da Luminosidade
“Eu sonho com modelos [risos]“.

_CVA5054

Augusto Mariotti, diretor do portal FFW

“Lembro pouco, mas sempre sonho que estou no ambiente da sala de desfiles, perto de começar…”.

erika

Erika Palomino, jornalista e editora de moda do portal FFW

“Já sonhei com Paulo Borges, com Carine Roitfeld… mas ontem tive um sonho “Na Cama com Madonna”. E foi ótimo!”

lacp

Becky Maines, fotógrafa da agência FirstView (do lendário Marcio Madeira)
“Raramente. Mas já sonhei com a Isabella Blow e o John Galliano, provavelmente porque estive com eles algumas vezes. E sempre sonho que estou na porta de um backstage e o segurança não me deixa entrar”.

012

Mariana Maltoni, fotógrafa
“Nessa época do ano são pesadelos [risos]. Sonho com a voz do [diretor de desfiles] Zee Nunes no backstage instruindo as modelos: ‘Entra pelo meio e volta intercalando, sem parada…’”.

Clipboard01

Biti Averbach, editora de moda
“Sonho muito com estúdio, foto, que estou produzindo… recentemente tive um com o fotógrafo das antigas, chamado Bubby Costa”.

moda

Marcelo Ferrari, autor do blog Coisas de Marcelle
“Sonho que estou matando várias pessoas da moda”.

butt

Jackson Araujo
“Deus me livre! Sonho com borboletas, flores…”.

Uma rapidinha com… Marcelo Tas!

20/01/2010

por | Gente

Marcelo Tristão Athayde de Souza já foi Ernesto Varela, já trabalhou no Rá-Tim-Bum, no Video Show, no Vitrine e no Saca-Rolha. Mas hoje, Marcelo Tas é mais conhecido por ser a figura central do “CQC”, programa humorístico que vai ao ar todas as segundas-feiras na Band.

Figura marcante pela careca lustrosa e óculos escuros, ele apareceu no desfile da Ellus para comentar a coleção ao vivo no “GNT Fashion”. Sim, pode ler de novo: Tas veio falar o que pensa (ao vivo!) sobre um desfile de moda. E, claro, a gente deu uma rapidinha com ele:

marcelo-tasMarcelo Tas no desfile da Ellus ©Priscilla Vilariño/FFW

Como veio parar aqui?

A Lilian Pacce me convidou – e eu ainda estou de folga.

O que é moda para você?
Beleza e conforto.

Já teve medo de falar em público?

Tenho esse medo todos os dias!

Último sonho que teve?
Foi um pesadelo num parque de diversões.

Meio a meio: cabelos com duas texturas

20/01/2010

por | Beleza

A Ellus apresentou ontem (19/01) um estilo que também apareceu nos desfiles da Cori, Reinaldo Lourenço e Espaço Fashion: o cabelo com duas texturas.

spfw-fw10Ellus, Reinaldo Lourenço, Cori e Espaço Fashion ©André Conti/Agência Fotosite

Outra referência, na qual o efeito é mais suave, é a coleção de Verão 2010 da Givenchy.

givenchy-ss10-campanha A campanha de Verão 2010 da Givenchy ©Mert Alas & Marcus Piggot

O visual é fácil de copiar: penteie os fios para trás, passe gel na primeira metade do cabelo, penteie novamente e pronto!

Com Lovefoxxx e Jesus Luz, ouça as trilhas do SPFW

20/01/2010

por | Cultura Pop

Com Jesus Luz e Luísa Lovefoxxx nas pick ups dos desfiles, o terceiro dia do SPFW foi de muitas trilhas boas… e algumas bem ruins. Ouça as trilhas nos players abaixo e deixe a sua opinião nos comentários!

IMG_7780

Iódice – Um batidão poderoso de Zé Pedro embalou a mulher da Triton.

Ronaldo Fraga – Caetano Veloso e música uruguaia foram o pano de fundo de uma coleção extremamente artística do estilista mineiro.

Simone Nunes – Composta por Edu Corelli, a trilha começa bem com “Sweet Disposition”, do The Temper Trap – mas perdeu a mão com o eletrônico pesado seguinte.

Fábia Bercsek – Composta por dois colaboradores de longa data de Fabia, Edu Corelli e Luís Depeche usaram o rock industrial.

Ellus – Com a presença “ilustre” de Jesus Luz nas pickups, faltou ritmo, força, e sinergia entre a confusa trilha de Jesus e a coleção assinada por Adriana Bozon.

Triton – A segunda convidada da noite para as pickups foi Lovefoxxx, do CSS; com Sonic Youth, Xx e Yeah Yeah Yeahs, a trilha deu gás a coleção maximalista.

Ronaldo Fraga em “A Revolução dos Cravos”

“A tecla do truque fica ao lado da do desespero. Por isso, apenas desligo”, diz suavemente Ronaldo Fraga. Nem parece que o corpo treme, que a pele sua e que o bigode já se espichou todo. Ele esta sereno, numa espécie de transe proposital. Ronaldo abandonou os cabelos espetados, mas não tirou os alvos dos cotovelos, nem os olhos das pontas dos pés. O sorriso também segue rasgado.

_SCT0258Ronaldo em sua porção Salvador Dalí ©Gustavo Scatena/Agência Fotosite

Talvez essa seja a mágica que transforma um simples desfile numa apoteose com direito a plateia espremida e buchichos por todos os cantos. Quando o show começa, uma bailarina entra em cena com a missão de representar a musa de Fellini, Pina Bausch. Entre as cadeiras colocadas como se fossem obstáculos, a silhueta retorcida apóia-se no bandoneon, enquanto marca o compasso e faz subir a poeira.

_SCT0274Ronaldo em sua porção Fraga  ©Gustavo Scatena/Agência Fotosite

Há algo fora do lugar. Ronaldo jura que não é supersticioso. “Não faço nada antes dos desfiles. É só concentração”. Superstição à parte, os modelos atravessam a arena com as cabeças, literalmente, dependuradas nas costas. As roupas são quase lidas de trás pra frente, ou vice-versa. No lugar das novas carinhas, brotam espessas cabeleiras entrelaçadas ao som 100% latino. Este é o universo de Ronaldo Fraga, meio Dalí, meio Seu Quequé, mas com toda a pinta que logo despertará em Eça de Queirós.

_SCT0264Ronaldo em sua porção Seu Quequé ©Gustavo Scatena/Agência Fotosite