01.11.2011 / Moda / por

Por trás de linha de joias e documentário, Coco Rocha adere às causas sociais

Giorgio Armani e Zac Posen, únicos desfiles de Coco Rocha na temporada ©Imaxtree

A modelo Coco Rocha apareceu pouco nas passarelas nesta última temporada – desfilou apenas para Zac Posen, em Nova York e Giorgio Armani, em Milão – mas isso não significa que a top está parada. Atualmente, Coco se dedica aos toques finais de seu documentário “Letters to Haiti” (“Cartas ao Haiti”, em tradução livre). O filme estreia no próximo mês, em Nova York. Veja o trailer:

Além do documentário, Coco lança uma linha de joias em parceria com a Senhoa (instituição que ajuda vítimas de tráfico humano no sudeste da Ásia a voltar ao trabalho e a se reintegrar à sociedade). A coleção tem preços que vão de US$ 65 a US$ 995 e o lucro vai beneficiar vítimas de tráfico humano no Camboja. As joias são feittas no Cambodia pelas mãos das meninas mais velhas que aderiram ao programa e 100% da renda retorna à Ong.

 ©Reprodução/Jamie Beck

“Quando descobri a extensão do problema de tráfico humano no Camboja, vi que eu precisava ajudar”, disse a modelo ao Style.com. A campanha das nova linha foi toda feita com a técnica de “cinematography”, aquelas fotos que mexem apenas em um ponto, uma cena em movimento dentro de uma fotografia, como um gif animado. Além da própria Coco, Behati Prinsloo e Carol Trentini são algumas das tops que estrelam as fotos animadas de Jamie Beck. A coleção está disponível através do site da Senhoa.

©Reprodução/Jamie Beck

©Reprodução/Jamie Beck

Update: o lançamento do documentário “Cartas para o Haiti” (“Letters to Haiti”) aconteceu dia 8 de dezembro. Confira o vídeo na integra.


Relacionadas