24.02.2012 / Moda / por

Estilista Jil Sander vai retornar ao comando de sua marca homônima

A estilista Jil Sander vai retornar à direção criativa de sua marca  ©Reprodução

Confirmando as especulações fortalecidas com o anúncio, na quinta-feira (23.02), de que Raf Simons deixaria seu cargo na Jil Sander após o desfile da grife na semana de moda de Milão, foi divulgado na sexta-feira (24.02) que, sim, a própria Jil Sander vai retomar a direção criativa da marca que ela criou em 1968.

“Estou muito feliz e animada por estar de volta. A sensação é de voltar para casa depois de uma breve viagem”, ela afirmou em comunicado oficial. Para quem não se lembra, em 1999, Jil Sander vendeu 75% da empresa para o grupo Prada, e deixou a grife um ano depois, devido a desentendimentos com Patrizio Bertelli, CEO do grupo. Em 2003, ela retornou à marca, mas a deixou novamente ao fim de 2004.

No comunicado, ela disse ainda: “A marca Jil Sander está enraizada no meu próprio ser, naturalmente, minha visão de um design sofisticado e verdadeiramente moderno continuou comigo, tão vívido quanto no primeiro dia. Paradigmas mudam e evoluem de estação para estação, mas o coração da grife não muda. Será um grande desafio e um prazer maior ainda criar a identidade contemporânea da Jil Sander. O mundo da moda precisa de vozes originais e assinaturas genuínas. Eu vou fazer o meu melhor para, mais uma vez, me juntar ao coro”.

Enquanto isso, o destino de Raf Simons, que deixa a marca após sete bem-sucedidos anos, ainda é incerto. Há especulações de que ele estaria sendo sondado para ocupar o lugar vago por John Galliano na Dior há quase um ano, mas um porta-voz da maison francesa afirmou que não haveria nenhum anúncio sobre um novo designer pelo menos até o desfile da coleção prêt-à-porter, que acontece em Paris no dia 2 de março.


Relacionadas