12.06.2012 / Gente / por

Love is in the air!

Um dos looks de Alexandre Herchcovitch. Será já inspirado no Dia dos Namorados? ©Zé Takahashi/Ag. Fotosite

Para muitos casais, o dia 12 de junho é um dia especial, e pelos corredores da Bienal, não é diferente: em pleno SPFW, em meio à correria dos desfiles, alguns dos casais conhecidos das passarelas contaram ao FFW um pouco mais da sua história de amor: onde se conheceram, qual o melhor presente que já trocaram e que música lhes toca direto no coração (awwww).

Confira abaixo as entrevistas e conte-nos como você vai comemorar este dia!

Aline Weber e Matheus Strapasson, modelos

Aline Weber e Matheus Strapasson depois do desfile da Triton ©Juliana Knobel/FFW

Como e onde se conheceram?

Aline: A primeira vez que a gente se viu foi aqui em São Paulo, mas conhecer mesmo de começar a falar foi no Rio de Janeiro.

Há quanto tempo estão juntos?

Aline: Há seis anos e meio. Foi em janeiro de 2006 e estamos juntos desde então.

Qual foi o melhor presente que já trocaram?

Matheus: Foi essa correntinha que a gente usa, com um poema de Vinicius de Moraes.

Aline: A minha fala “o meu amor” e a dele fala “que seja infinito”. E tem a inicial de cada um atrás.

Matheus: Foi o presente de namorados mais legal, fora as flores, aneis e as outras surpresas. E a gente trocou o ano passado!

Aline: Foi aqui em São Paulo mesmo, durante os desfiles, a gente foi, almoçou e gravou a correntinha.

E neste Dia dos Namorados, o que vão dar?

Matheus: Ah… é surpresa!

Aline: Eu ainda não comprei nada! Mas amanhã que eu não tenho desfiles, vamos almoçar em um lugar que eu adoro, que tem muito espaço verde e árvores e é super tranquilo, que é o Bar des Arts.

Vocês têm uma música “de casal”?

Sim! Zé Ramalho, “Chão de Giz”. [responderam prontamente, os dois ao mesmo tempo]

Julia Petit, blogueira e empresária, e Tiago Gass, modelo

Julia Petit, que passeou pelos corredores da Bienal e Tiago Gass na campanha da marca Khelf ©Felipe Abe/FFW

Como e onde se conheceram?

Fomos apresentados por um amigo em comum que é stylist, o Ciro Midena, que é meu amigo há 20 anos. Na verdade nos conhecemos pelo Facebook, em uma conversa com o Ciro. Ele falou alguma coisa, eu falei com o Ciro, o Tiago respondeu e a gente começou a conversar. Sou uma vítima das redes sociais.

Há quanto tempo estão juntos?

Estamos juntos há dois anos. Mas passa muito rápido!

Qual foi o melhor presente que já trocaram?

Sabe que eu não sou uma pessoa muito apegada a presentes. Eu gosto mais quando a gente faz coisas juntos em casa. Muito mais do que presente. Eu não sou uma pessoa “presenteira” e eu tenho muita aflição de presente para falar a verdade. Eu gosto da convivência. Para mim vale mais do que coisas.

E neste Dia dos Namorados, o que vão dar?

Combinamos de não dar nada. Eu gosto de uma coisa assim, quando acho um presente, seja para o namorado, amiga ou outra pessoa que eu goste, eu compro e dou. Não gosto de uma coisa obrigatória por conta do dia, que você vai e dá qualquer tranqueira porque é obrigação.

Vocês têm uma música “de casal”?

A gente ouve música o tempo inteiro, e a gente tem uma de agora, mas temos ciúme dela, não pode divulgar muito! (risos) É de uma banda de metal que chamada UFO e a música se chama “Doctor Doctor”, é a nossa música do momento.

Carol Trentini, modelo, e Fábio Bartelt, fotógrafo

Foto do casamento de Carol Trentini e Fábio Bartelt ©Reprodução

Como e onde se conheceram?

Nos conhecemos através do irmão dele, que é meu agente há dez anos. A gente namorou um ano, depois ficou separado um tempão e depois voltamos para casar.

Qual foi o melhor presente que já trocaram?

Acho que foi nosso noivado! Além disso ele também me deu um anel de presente. (risos). O último que eu dei foi um relógio.

E neste Dia dos Namorados, o que vão dar?

Ah, não comprei nada! Eu estou indo para Nova York, ele está em Dubai. Então a gente não vai nem estar junto.

Vocês têm uma música “de casal”?

A música que me marca, não tem especialmente a ver com a gente, mas foi a que eu entrei no meu casamento que chama “Pictures of Jesus”. É uma música que marca o casal, mas que não fala de casal especificamente. Fala de imagens, de Jesus, e outras coisas bonitas, mas sempre vou lembrar o momento que eu entrei na igreja e ele estava me esperando no altar. A gente tem uma história engraçada na igreja! Quando ele desceu a escada para me pegar, ele deu uma tropeçada e quase caiu! Fiquei muito assustada, porque podia ter sido uma tragédia.

Fábio Souza, empresário, e Alexandre Herchcovitch, designer

Fábio e Alexandre no backstage após o desfile ©Juliana Knobel/FFW

Como e onde se conheceram?

Fábio: A gente se conheceu em uma festa aqui em São Paulo, em 2007. Vai fazer cinco anos no próximo mês. E estamos juntos desde então, foi amor à primeira vista.

Qual foi o melhor presente que já trocaram?

Fábio: Sempre ele acerta, mas o mais marcante foi um pingente que ele me deu que estava dentro de um bombom.

Alexandre: Eu não ligo muito para presente, o meu melhor presente é continuar ao lado dele.

E neste Dia dos Namorados, o que vão dar?

Fábio: Bom, o Alê é a pessoa mais difícil para se presentear no mundo! (risos) E eu sempre deixo para a última hora. Estou com umas suspeitas, mas não tenho certeza ainda.

Alexandre: Não tenho ideia, um beijinho com certeza! Não preparei nada.

Vocês têm uma música “de casal”?

Fábio: Não temos uma música. Adoramos música, mas a gente não fica colocando música em casa o tempo todo, e a gente não liga as coisas com música. E isso é para os dois. Nenhum de nós tem memória musical.


Relacionadas