12.12.2011 / Moda / por

Conheça a Casa Juisi, novo ponto de arte e moda que abre em SP

A fachada tombada (branca e azul) da Casa Juici ©Juliana Knobel/FFW

Depois da revitalização pela qual passou a rua Augusta, ganhando até o título de Baixo Augusta, agora é o centro histórico de São Paulo que está passando por uma ativação urbana e ganhando novo fôlego — e ele não vem só dos projetos de revitalização, mas de ações de jovens agitadores.

Entre eles está o trio Maria Montero, Simone Pokropp e Junior Guarnieri. Simone e Junior são donos do brechó Juisi by Licquor e estavam procurando um novo local para guardar seu acervo de mais de cinco mil peças. Simone ficou sabendo de um casarão construído em 1890 e que fica ao lado do Pátio do Colégio.  Lá foi a sede do primeiro cartório da cidade, ou seja, o lugar tem história. “Aluguei na hora”, conta Simone. Para completar a “loucura”, entra a galerista e curadora Maria.

Partners in crime: Maria, Simone e Junior ©Juliana Knobel/FFW

Dessa união nasce a Casa Juisi, um espaço para pesquisas sobre arte, moda e design. É uma iniciativa muito legal. O primeiro andar da casa é reservado para a arte. “Quero que seja uma coisa viva, sempre em mutação”, explica Maria, que está com a primeira exposição em andamento para a abertura oficial do espaço, em dezembro. Lá os artistas podem e devem parar para pensar, experimentar e ir a fundo em suas viagens criativas.

Já o segundo piso vai abrigar o acervo gigante do brechó Juisi by Licquor, separado por décadas. Há peças de Denner, Clodovil, Marquito e Madame Rosita, só para dar alguns exemplos das relíquias que podemos encontrar numa visita ao espaço. Professores de faculdades, figurinistas, estilistas, curiosos e amantes de moda podem passar a tarde lá pesquisando sobre modelagens ou épocas.

Uma das salas do primeiro andar do espaço, com um armário original de 1890 ©Juliana Knobel/FFW

Para completar, há também um corner da livraria Freebook, especializada em livros importados, além de muitas revistas de moda e design. “Entrou aqui vai respirar criação”, avisa Simone. E quem quiser ajudar, o trio aceita doações de revistas de moda e também estão em uma campanha para que as revistas mensais mandem um exemplar para a Casa todos os meses, para ajudar a montar um acervo de imagens e leitura tão forte quanto o de roupas.

Não bastasse isso, a abertura da Casa Juisi está iniciando uma movimentação pelo bairro. “Tem muita gente também vindo para esses lados para abrir seus negócios”. Entre eles está um conhecido empresário da área de design.

E olha que não é lá muito fácil abrir um negócio desses, especialmente em uma casa antiga e com a fachada tombada. “A cada passada de pano, descobrimos uma beleza ou um problema novo”, brinca Junior.

CASA JUISI

R. Roberto Simonsen, 108

Centro, São Paulo – SP

Contatos: correiosimone@gmail.com; maria.montero@terra.com.br


Relacionadas